Apresentadora comentou a enorme repercussão do beijo entre Theodoro Cochrane e outro homem durante o carnaval

Estrela da peça "Vanya e Sonia e Masha e Spyke", Marília Gabriela foi ovacionada pelos colegas de elenco, que elogiaram o profissionalismo da apresentadora. O espetáculo, aliás, é um dos motivos pelos quais Marília deixou o SBT.

Assim como todos os outros personagens, Marília, que vive Masha, tem seu figurino escolhido pelo filho Theodoro Cochrane . Sobre o trabalho do filho no espetáculo, a apresentadora explica que foi um convite do diretor  Jorge Takla .

"Theodoro é um figurinista premiado com Shell, com experiência. Não é a primeira vez que trabalho com ele. Ele fez o figurino do monólogo 'Aquela mulher' (outro espetáculo estrelado por Marília)", afirmou a apresentadora, que contou ainda que foi pedido para que Theodoro não chamasse Marília de mãe. "Fiquei possuída. Imagine meu filho me chamando de Gabi?", brincou a atriz.

Fotos de carnaval

Sobre o filho, aliás, Marília fez uma defesa ao ser questionada sobre as fotos de Theodoro beijando outro homem durante o carnaval de Salvador.

Teodoro Cochrane no carnaval
Divulgação
Teodoro Cochrane no carnaval

"Acho que essa é uma história antiga porque foi no carnaval. Eu tenho um filho que se chama Theodoro Wallace de Toledo Cochrane, ele tem 36 anos de idade, tem ótima formação, é inteligente, maduro, cidadão e tem direito a viver integralmente sua vida", começou Marília em um momento reservado com a imprensa logo após a coletiva.

"Assustador para mim é ignorância, desonestidade, preconceito, homofobia e outras fobias. Vivemos uma época em que eu pensava que isso já estaria ultrapassado. A partir do momento que a maior empresa de comunicação do Brasil, que é a Globo, coloca no ar a nossa elite artística fazendo beijos, casamentos gays... Fernanda Montenegro está para estrear com Nathalia Timberg , Regina Duarte , Mateus Solano , Thiago Fragoso  deram um show, quem mais? Zé Mayer está lá ... Esta é uma discussão e uma repercussão idiota, não teria nem porque repercutir, me parece que a maior empresa de comunicação avalizou o comportamento: isso pode. Aliás, podia desde a Grécia antiga. É que lá não tinha paparrazzo e nem site de fofoca. E ainda bem, senão não teríamos tido a idade áurea da Grécia. Nao teríamos a grande filosofia e literatura que tivemos. O pessoal estaria preocupado em fofoca", analisou a apresentadora.

Marília ainda aproveitou para fazer uma crítica ao "Big Brother Brasil", mesmo sem citar nomes. "Para mim é assunto de ontem. Foi uma fotografia roubada, que repercutiu por algum motivo escolhido no meio de uma farra total. E nós hoje vivemos épocas em que existe um reality com sexo ao vivo. É só sexo. Estou mais preocupada com a desonestidade, mentira, incorreção das pessoas. A maldade. Só isso. O resto, quero que meu filho leve uma vida plena. Ele, você, e todo mundo merece", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.