Modelo dá sua primeira entrevista após tratamento e quase um mês internada por causa das complicações com hidrogel


Andressa Urach deixou de lado suas declarações em redes sociais para falar, pela primeira vez, sobre seu estado de saúde após todas as complicações com o hidrogel aplicado nas pernas. Durante mais de meia hora, a modelo contou para o programa “Muito Show”, da RedeTV!, que o enxerto com o produto foi apenas uma das cirurgias que já realizou. Ao todos, elas completam dez, todas enumeradas por Andressa. “Fiz nariz, boca, maça do rosto, maxilar, o peito eu troquei duas vezes, duas lipos e um enxerto nas pernas do hidrogel, junto com PMMA, e mais a cirurgia íntima”, contou Andressa.

Sobre o motivo de fazer tantas intervenções cirúrgicas, Andressa conta que é porque sofria com um complexo de beleza e que se achava muito feia. “eu era muito feia, judiadinha”, afirmou Andressa. O tal complexo, segundo a modelo explicou, surgiu na infância e tem relação com os abusos sexuais que sofreu dos dois aos oito anos de idade. “Psicólogos e médicos me ajudaram a entender que também foi o abuso sexual que fiz sofri na infância”, afirmou Andressa, que revelou ter sido abusado por um dos parentes da família do namorado de sua mãe.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias nos famosos

Andressa explicou o motivo de ter ido fazer uma caminhada pouco tempo depois de sua alta médica. “Ter ficado tanto tempo no hospital estava me sufocando. Quando ganhei alta, no dia seguinte estava disposta. O que fiz: coloquei curativo, fechei os buracos ali e fui p praia. Foi questão de duas horas e a bactéria entrou na perna direita, que era a perna boa, e veio a bendita infecção na perna direita”, explicou Andressa.

A modelo ainda relembrou que suas dores nas pernas começaram há um ano, quando começou a pegar mais peso na academia. “Depois começou a doer no dia a dia. Se colocasse a mão, eu já gritava de dor. Além disso, o produto começou a deslocar”, relembrou Andressa, que disse ter feito quatro lipoaspirações para retirar o produto, antes da sepse que a levou para o hospital. “Cheguei em casa e já não colocava o pé no chão. A dor veio, parecia que rasgava e me cortava o osso. Cheguei ao hospital vomitando e com a pressão 7X3, quase morrendo. A bactéria, que entrou dentro do hidrogel, fez a parada dos meus órgãos. Foi muito rápido”, contou.

Questionada pelo repórter e apresentador  Thiago Rocha sobre o que se lembrava daquele período, Andressa afirmou que sabia que iria morrer. “Estive num lugar vazio, muito claro. E senti a presença de Deus sobre mim. Sabia que aquilo era o juízo final. Sabia que eu tinha morrido. E me senti envergonhada diante de Deus pela pessoa que eu era.

Andressa contou que muitos amigos duvidaram da gravidade de seu problema de saúde, já que seu nome estava sempre envolvido em confusão. Ela ainda contou que não está totalmente livre de uma nova infecção. "Eu ainda tenho ferimentos abertos e ali são pontos de bactérias. Se entrar uma bactéria acontece tudo de novo, um novo processo de infecção. Estou tendo o cuidado de ficar dentro de casa. Só saio para fazer o meu tratamento de oxigênioterapia, que vai ajudar a cicatrização (das feridas da perna) e estou rezando a Deus que eu não passe mais por essa aprovação. Eu digo: ' Deus, estou pagando os pecados dessa vida e da outra.' Porque não é possível, estou sofrendo muito, estou sofrendo demais".

Fotos vendidas

Um dos temas abordados com a apresentadora foi a divulgação das fotos que mostram seu tratamento. “Aquelas fotos ainda estão bonitas, os buracos estavam bonitos, esteve muito pior. Sobre estar maquiada, é porque tem uma técnica em enfermagem que ia lá todos os dias me maquiar, fazer trancinha. E assim que comecei a ganhar consciência, pedi para meus parentes tirarem as fotos. Guardei no meu notebook. Então sei que saiu de pessoas próximas”, declarou Andressa. A modelo garantiu saber exatamente quem vendeu as fotos, mas disse preferir manter o nome em sigilo. “Sei quem foi, infelizmente é família. Imagina eu, que sou uma pessoa vaidosa, saber que o mundo inteiro sabe que tinha esses buracos na minha perna...”, lamentou Andressa, chorando.

Andressa contou que, durante o período que passou no hospital, foi submetida a 15 cirurgias e disse que, embora o hidrogel tenha sido retirado, outra substância ainda a deixa preocupada: o PMMA, que também foi aplicado anteriormente, mas que é uma substância intramuscular. “Foi o PMMA que começou a dor no meu musculo. Esta necrosado dentro do músculo. Se arrancar o musculo, ele sai. Os médicos falaram que é como um vulcão. tenho que deixar ele ali quieto. Não posso tomar nenhum anabolizante, nada assim. Porque corre o risco de câncer”, contou Andressa.

Bastante emocionada, a modelo ainda fez uma homenagem para a mãe e mostrou-se revoltada com o pai. “Em vez de ele ir lá e se revezar com minha mãe, não. O que ele fez? Uma emissora de TV pagou a passagem para ele ir ao hospital para ver como eu estava. Veio olhar para passar informação para a imprensa. Quando eu vim e renasci e me deparei com essa informação, eu falei: ‘meu Deus, meu pai está querendo se promover através de minha doença’. Ele é um aproveitador”, contou Andressa, que ainda relatou temer perder seu emprego. Mas Zé Luiz, apresentador do “Muito Show” garantiu: “Queremos você aqui, vamos colocar uma cadeira aqui no meio”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.