O empresário Christiano Rangel, ex de Luana Piovani, foi preso após ser condenado por agressão pela ex-namorada


Christiano Mascarenhas Rangel , que foi condenado por agredir a ex-namorada Aída Nunes há quatro meses, foi preso pela Interpol, na Flórida, nos Estados Unidos, no dia 17 de dezembro.

O empresário baiano, que também é ex-namorado de Luana Piovani , tinha prisão decretada e foi condenado a quatro anos de prisão pelo crime de lesão corporal.

No site do Tribunal de Justiça da Bahia consta uma solicitação de habeas corpus feita pela defesa de Christiano Rangel um dia após a prisão dele, mas o pedido foi negado em 19 de dezembro pelo juiz Jefferson Alves de Assis.

Procurado pelo iG neste sábado (27), o advogado Rosberg Crozara, que defende Aída, confirmou a prisão. O representante de Rangel não foi localizado para comentar o assunto.

"Horrorizada"

Em janeiro de 2013, Luana Piovani usou o Twitter para se manifestar sobre a notícia de que Rangel havia agredido uma mulher.  "Estou completa chocada, horrorizada. Se ele fez isso, tem que responder por isso", postou a atriz. "Ela que seja forte e não desista da justiça. Vamos ver como encararão a Maria da Penha pois não acho justo só casadas terem essa guarita", acrescentou Piovani.

Caso Dolabella

Vale lembrar que Luana Piovani já denunciou o ex-namorado Dado Dolabella por agressão. O ator foi condenado  a mais de dois anos de prisão.

          Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.