Intérprete do Comendador em “Império” faturou troféu de melhor ator em evento no Rio; novela de Aguinaldo dominou

Aguinaldo Silva liderou seu exército em direção ao palco na noite de terça-feira (11) em uma premiação de TV no Rio de Janeiro. "Império" (Globo), escrita pelo autor, levou os principais prêmios da noite, incluindo o de melhor novela e melhor ator para Alexandre Nero , o Comendador mais adorado do planeta. Foi conturbada tanto a chegada quanto a saída do ator da casa de shows onde foi realizado o evento. Sem deixar os fãs na mão, ele rebolava entre uma selfie e uma palavra com os jornalistas. "É isso que você está vendo. É alegria, é só muita alegria", tentava dizer.

No palco, o discurso foi encorpado. "Quando eu fiquei sabendo sobre o papel e sobre o convite do Aguinaldo, eu pensei 'eu sou foda, estou no meu momento, vou arregaçar’. Encontrei Papinha (Rogério Gomes, diretor da novela) no Projac e perguntei se era verdade sobre o convite do Aguinaldo. Quando ele me confirmou, eu tinha certeza que não ia dar certo. Ainda bem que não tenho talento como vidente. Deu certo", brincou o ator. Nero justificou o sucesso de José Alfredo também pela união da equipe da trama. "Só tenho a agradecer a todas as pessoas. Depois de 100 capítulos gravando todo dia 12 horas por dia, todo mundo é importante. Aguinaldo, eu não sei o que viu em mim além do meu corpo perfeito e meus olhos azuis. Mas muito obrigada", disse Nero.

"Império" ainda teve destaque com Lilia Cabral , parceira de Nero, dona do troféu de melhor atriz. "Há muito tempo não entrava em um set e podia esboçar meus sentimentos. Tenho que agradecer minha família pela paciência, e, ao Aguinaldo, não tenho palavras. Em todos os trabalhos que fizemos juntos, você me presenteou. Você é talentoso, amoroso, querido. Cada bloco (de texto) que leio é como se ganhasse toda semana na mega-sena. E preciso dividir isso com o Comendador, minhas noras, meus filhos, a bastarda e, principalmente, com a tia da bastarda. Drica, esse prêmio também é seu. Obrigada a todos que sabem que nossa profissão é tão importante quanto respirar. Vocês nos ajudam a respirar todos os dias", discursou.

Curta a fanpage do iG gente no facebook e receba as notícias dos famosos.

Ainda da trama das 21h, Viviane Araújo subiu ao palco muito emocionada com o troféu de melhor atriz revelação, e Aílton Graça , que faz o Xana, par de Naná na história, faturou melhor ator coadjuvante. A homenageada da edição, apresentada por Fernanda Paes Leme e Tiago Leifert , foi Fernanda Montenegro , que volta às novelas em “Rio Babilônia”, próxima das 21h.

No palco, Edney Silvestre , Arlete Salles , Fernando Eiras e Nathalia Timberg leram frases da própria veterana, e os atores-mirins JP Rufino e Kiria Malheiros reviveram a clássica cena da primeira versão de “Guerra dos Sexos”. Quando subiu ao palco para receber o prêmio, Fernanda se emocionou. "Essa é uma arte que não se faz na solidão. Somos sempre muitos. Às vezes é um saco, a gente tem que aguentar a neurose coletiva, e a neurose coletiva precisa aguentar suas neuroses. Mas somos muitos. A maior parte de nós já foi, mas nós estamos aqui. Eu estou aqui com todos os meus amigos e há muito anos temos convivido. Foi com eles que atravessei toda minha paixão pelo palco. Valeu a pena, vale a pena. Eu não conheço nada na vida melhor do que isso aqui”, disse.

A zebra da noite foi na categoria Melhor Apresentador. Na verdade, não foi bem uma zebra, mas sim uma justa alternância de poder. Depois de nove anos faturando o troféu, Luciano Huck passou o bastão e o nome da vez foi Fernanda Lima , no ar em “Amor & Sexo”. Muito emocionada, ela agradeceu aos colegas de equipe e família. “João e Francisco (seus filhos) segurando a maior barra, porque eu não paro em casa. E também agradeço ao Rodrigo (Hilbert, marido), que ficou em casa cuidando das crianças. Está valendo a pena”, disse.

Fora a desorganização aqui e acolá (pelo menos, o prêmio esse ano não se estendeu demais), outras situações se destacaram na edição deste ano. Na categoria Personalidade do Esporte, por exemplo, quando Galvão Bueno apareceu na tela como concorrente recebeu vaias do público de leitores presente. Falou a voz do povo e Fernanda Gentil foi a vencedora.

Outro momento que vale o replay foi quando Valesca Popozuda anunciou Dan Torres , intérprete da música "Lucy in the Sky with Diamonds" , de “Império”, como vencedor na categoria Melhor Música de Novela. O inglês não ajudou e a funkeira arrancou risada com o “embromation” na hora de ler o nome da canção.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.