Após se emocionar com saída de participante do "MasterChef", apresentadora afirmou: "Sou chorona, emotiva"


Ana Paula Padrão não escondeu a emoção ao ver a saída de Lúcio Manosso no programa "MasterChef", da Band, exibido na terça-feira (21). O participante anunciou que deixaria o programa seguindo orientações médicas, já que estava com problemas cardíacos e não poderia se submeter a situações de estresse.

Ao ouvir as palavras de Lúcio, Ana Paula caiu no choro, o que era praticamente proibido quando estava à frente de algum telejornal, como por exemplo o "Jornal Nacional", que comandou durante sete anos na Globo. "Sou gente e gente chora", divertiu-se a apresentadora em conversa exclusiva com o iG .

Ana Paula ainda confidenciou que, por ser muito emotiva, tinha uma receita para segurar as lágrimas nos noticiários em que trabalhou por mais de 20 anos em diferentes emissoras. "Muitas vezes, na bancada, virava de costas para não chorar com a matéria. É obvio que chorar na matéria não é uma coisa que se espera de um apresentador de telejornal. Mas ali (no 'MasterChef'), o convívio é intenso, você se apega", afirmou ela, que revelou ter um carinho especial por Lúcio e a mulher, Helena Manosso , também participante do reality.

De acordo com a apresentadora, o fato dele ter saído por motivos de doença e não por falta de talento, deixou todos da equipe e produção emocionados. "Todo mundo se emocionou. Ninguém esperava aquilo, ninguém imaginava que ele estava com aquele problema. Fiquei muito emocionada mesmo. O programa tem espaço para ser quem você é. Não estou ali representando um personagem. Sou emotiva, choro, me emociono."

Mas e essa liberdade a deixa mais feliz? "Estou tão feliz quanto eu era antes. Simplesmente mudei de função e posso demonstrar melhor minhas emoções."

Mohamad, o participante que rende audiência
Reprodução
Mohamad, o participante que rende audiência

Mohamad Hindi Neto

Ana Paula também falou sobre o polêmico participante Mohamad Hindi Neto , com quem já levantou a voz na atração. Inquieto, falador e teimoso, não passa um episódio sem levar ao menos uma bronca. O chef Erick Jacquin , por exemplo, já repetiu mais de uma vez que Mohamad nunca será um cozinheiro profissional.

E mesmo depois de apresentar desempenho inferior aos concorrentes por mais de uma vez, continua no programa. Será uma jogada de marketing deixar um dos participantes que, naturalmente, rende mais audiência justamente por ser polêmico?

"Ele segue porque não foi eliminado. Em nenhum momento julgaram que ele foi o pior", afirmou a apresentadora, que explicou ainda a seriedade do processo de julgamento dos pratos, seguindo o padrão internacional da atração.

"É uma questão de julgamento. É supercriterioso. Trabalham com tabelas. Levam em consideração vários ítens. Nem eles sabem quem vai ser (o eliminado). Não é palpite. É número". Ainda assim, Ana Paula deu sua opinião sobre o participante. "Não sei se ele é o melhor ou o pior. Ele é desorganizado na cozinha. Às vezes, fica a impressão de que cozinha menos. Mas todos ali cozinham no mesmo nível."

Nova temporada?

O reality show tem se saído muito bem na audiência. Em muitos momentos ultrapassa a Record e fica atrás apenas da Globo no horário em que é exibido (terça-feira, às 22h45). Já existem rumores de que a atração ganhará uma segunda temporada.

"Para mim não confirmaram nada ainda. Ninguém me convidou. Sou contratada da Band e estamos conversando sobre outras coisas. Talvez no próximo mês tenha alguma coisa que eu possa fazer", afirmou Ana Paula.

Caso vá para outra produção, Ana Paula mostrou que não será por falta de paixão pelo "MasterChef". "Estou me divertindo loucamente. Fui muito feliz fazendo parte da equipe do programa."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.