O ministro Celso de Mello permitiu pesquisas com nome da apresentadora relacionado a cenas de "Amor Estranho Amor"

Xuxa
AgNews
Xuxa

O ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello recusou, na última sexta-feira (26), um recurso de Xuxa Meneghel e manteve a permissão do Google para exibir resultados de pesquisas com o nome da apresentadora relacionado a cenas do filme "Amor Estranho Amor", no qual ela aparece em cenas sensuais com um adolescente.

Celso de Mello alegou não encontrar questões constitucionais que pudessem reabrir a ação de 2010. Na época o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro proibiu o Google de exibir qualquer resultado quando a pesquisa fosse relacionada ao filme.

Xuxa sobre filme erótico: "Compare com um pai batendo em uma criança"

O Google recorreu e, em 2012, a decisão foi derrubada porque "um site de pesquisa não pode ser responsabilizado por conteúdos nem fiscalizar páginas de terceiros".

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.