De acordo com o "TMZ", ator ficou devastado e entrou em depressão após cancelamento de "The Crazy Ones"


A morte de Robin Williams , na segunda-feira (11), continua sendo assunto na imprensa internacional. Segundo noticiou o site "TMZ", o ator teria ficado devastado quando seu programa de TV, "The Crazy Ones", foi cancelado.  Fontes informaram que estiveram com o ator no último mês de vida dele e perceberam que Williams encarou o fracasso da atração na primeira temporada de exibição como um "fracasso pessoal".

"Isso foi um golpe forte que o acertou", relatou uma fonte. Segundo o entrevistado, que não teve o nome revelado pela publicação, foi por esse motivo que Williams se internou no Hazelden Addiction Treatmente Center no mês passado. O astro teria citado também que estaria se sentindo velho, como Robert De Niro, e que estava tendo dificuldades em conseguir tralhos na carreira artística por causa da idade.

Aos 63 anos, o ator foi encontrado morto em sua casa e, segundo informações de comunicado enviado pelo xerife de Marin County Coronor, ele teria se suicidado por asfixia. "Esta é uma perda trágica e repentina", declarou sua porta-voz Mara Buxbaum, que informou que o ator estava lutando contra a depressão.

Homenagem

A morte trágica chocou o mundo todo. Hunter Doherty Adams , médico que inspirou a história do filme "Patch Adams", de 1998, homenageou Robin Williams na terça-feira (12). "A terrível notícia da morte de Robin Williams chegou até mim na Amazônia peruana tarde da noite de ontem com tremenda tristeza", escreveu o fundador do Instituto Gesundheit, em seu perfil no Facebook.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.