À "Caras" desta semana, Alessandra Maestrini falou: "Não estou me exibindo ou expondo. Estou me expressando. Faço questão da minha identidade"


Em uma declaração curta e surpreendente à revista "Caras", que chega às bancas na quarta-feira (13), Alessandra Maestrini  revelou ser bissexual. A atriz, que ficou conhecida ao interpretar a empregada Bozena, do seriado "Toma lá dá cá", de Miguel Falabella , falou francamente sobre sua orientação sexual durante uma temporada de esqui na Argentina. "Não estou me exibindo ou expondo. Estou me expressando. Faço questão da minha identidade", afirmou ela.

Leia um trecho do desabafo da atriz:

"Sou caucasiana, magra, tenho 37 anos, uma família grande que me ama, me sustento com o suor do meu trabalho que já tem reconhecimento inclusive público, sou artista, boa parte dos meus amigos é artista, mente aberta como eu, a imprensa sempre me trata com o carinho e discrição que eu gostaria e, ainda assim, eu estou exausta. Exausta de não me sentir amada incondicionalmente. Exausta de não me permitir amar e ser amada como devo e como mereço. Exausta de me sentir rejeitada e, é claro, especialmente por mim mesma. Exausta de assumir uma posição superficial sobre tantos assuntos para “não me expor”. Exausta de falar sobre sexualidade não ortodoxa como se me referisse a terceiros, quando na verdade estou entre os sujeitos e sou o objeto do assunto. Não estou falando sobre ‘eles’. Estou falando sobre ‘nós’. Imagine você que a cada entrevista que dou tenho que ficar ou trocando o gênero de um personagem de minha história, ou escolhendo outra história vivida por mim que ‘já traga em si o gênero certo, esperado, desejado pelos ouvidos da sociedade’”.

No Twitter, a maioria dos internautas publicou mensagens de apoio à atitude da atriz, cujo mais recente personagem foi na série "Correio Feminino", no "Fantástico".

 Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.