Durante apresentação para jornalistas, Sabrina falou sobre a estreia da atração na Record e ainda afirmou que a emissora queria tê-la na grade de domingo: "Eu que arreguei"


Sabrina Sato se reuniu com a produção de seu programa e jornalistas na tarde desta terça-feira (22) para anunciar os detalhes de sua estreia na Record. Em um clima bastante descontraído, a apresentadora estava acompanhada dos dois diretores da atração, Carlos César Filho e Rita Fonseca . "Eles perceberam que eu precisava de uma ajuda maior. Meu programa é a maior tarefa da vida deles", contou Sabrina no estúdio da atração em São Paulo.

O local conta com uma arquibancada para a plateia em um nível superior ao palco. "Quero ter espaço, mas também ter proximidade com a plateia. Conforme for ganhando dinheiro, vou abaixar a plateia, porque está um pouco altinha", afirmou Sabrina.

Sabrina Sato
Manuela Scarpa/Photo Rio News
Sabrina Sato

Além deste cenário principal, o "Programa da Sabrina" conta com um cenário montado em Paulínia, no interior de São Paulo. Ali será gravado o quadro "Meu Marido é o Cara". "O cenário de Paulínia abre e fecha. Me lembrou de quando eu assistia ao 'Porta da esperança', do Silvio Santos", brincou ela que, junto aos diretores, fez suspense sobre um possível apresentador com quem poderia dividir o palco.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias nos famosos

Para o primeiro programa, que vai ao ar neste sábado (26) a partir das 20h30, Sabrina gravou com Anitta e foi surpreendida com a participação especial do namorado João Vicente de Castro . A presença da funkeira veio após a Globo não liberar a participação de Ivete Sangalo na estreia. "Foi um problema de agenda. Ela está lá na Globo, linda e maravilhosa. Mas me prometeu que acabando o programa ('Superstar'), mais para frente, ela vem para cá."

Aliás, sobre convidados, Sabrina garante que não tem problemas para conseguir participações e que gostaria de chamar muita gente. "Estou pensando em vários nomes. Não tenho problema de conseguir convidados. Mas essa parte não sou eu que faço. Não vou pegar o telefone e ligar porque o artista não sabe da agenda dele, assim como não sei da minha."

Expectativa

Além de querer que todos os expectadores se divirtam assistindo à atração, Sabrina tem um desejo em especial: "Espero que vocês pensem igual a minha mãe. Tudo que eu faço, ela ama", afirmou.

A atração não contará com nenhuma nova ideia da TV nem nada revolucionário. "Apresentar sozinha já é uma novidade", declarou Sabrina, que ainda comentou: "Sabia desde o princípio que não conseguiria inventar a roda. Não é um programa de humor, é a nossa cara. Não tenho essa pretensão, porque é tudo muito novo para mim. Estou tendo a oportunidade da minha vida de mostrar um outro lado meu, que na TV a gente fica muito rotulado. Mas aquela desmiolada de sempre ainda está aqui."

Desafio

Acostumada a ser assistente de palco e repórter, Sabrina tem agora o desafio de segurar sozinha um programa. "Querem saber se vou conseguir apresentar, né?", questionou a apresentadora, antes de fazer algumas perguntas e brincadeiras com os repórteres e fotógrafos presentes. "A primeira vez a gente nunca esquece. Achei que fosse doer mais. Mas foi muito prazeroso. A gente se divertiu muito. Comigo foram só doze horas de gravação, porque eu erro pouco", brincou Sabrina.

O detalhe é que o programa terá duas horas no ar. "O mais bacana é que estou aprendendo a lidar com o ponto, o telepromter. É tudo novidade para mim. Estão marcando o chão com estrelinha, porque ainda nem sei aonde tenho que me posicionar. Sou como vinho, vou melhorar com o tempo, cada vez mais", garante.

Questionada se toda essa edição não vai tirar a espontaneidade, que é sua marca registrada, a apresentadora nega. "Isso não se perde num programa que não é ao vivo. A gente tem que esquecer que tem as câmeras e agir naturalmente. Eles (os diretores) ficam preocupados com isso e querem que eu fique o mais natural possível. Mas quando estou com o ponto na orelha, fico igual a Maisinha, do SBT. Fico perdida. Quando eu estiver muito bem, quando eu parar de gaguejar, a gente vai fazer ao vivo", contou.

Sonho de infância

Sabrina afirmou que ter um programa próprio era seu sonho de infância, mas que nunca admitiu por vergonha dos colegas. "Já fui no programa da Eliana, da Mara, da Angélica. Minha mãe me levava a todos os lugares. Eu brincava que eu era o Gugu, a Xuxa. Sempre batalhei muito para isso. Quando a gente quer uma coisa e coloca tanto o sonho na cabeça, o universo conspira a favor."

A apresentadora ainda revelou que a ideia da Record, inicialmente, era colocar Sabrina para disputar a audiência do domingo na TV. "Mas para quem está começando, quem não sabe nada, é melhor ser no sábado. Eu que arreguei no domingo. No domingo é uma luta de gente muito grande e eu ainda estou só começando. No sábado é mais para se divertir, tem menos responsabilidade", contou Sabrina, que escapou de disputar a audiência com o programa em que estreou na TV, o "Pânico".

Aliás, Sabrina comentou que não há nenhuma desavença com os antigos colegas, em especial, depois que eles apresentaram uma cachorrinha como substituta da apresentadora. "Foi só uma brincadeira deles. Eles gostam de mim. Nada demais."


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.