Advogado de Marcos Oliver diz que o ator precisa da ajuda financeira dos amigos para ser solto: "Ele está desempregado"


Marcos Oliver está preso por não pagar pensão alimentícia
Reprodução/Instagram
Marcos Oliver está preso por não pagar pensão alimentícia

Marcos Oliver foi preso em São Paulo nessa quinta-feira (10) por estar em atraso com o pagamento de pensão alimentícia da filha, de 12 anos, de seu primeiro casamento. Em um vídeo publicado no Instagram, o ator do "Teste de Fidelidade" fala sobre a detenção, diz que não conseguiu acordo e que não sabe como vai solucionar o problema por estar desempregado.

Em conversa com o iG, Caio Marcelo Dias , advogado de Oliver, contou que, na segunda-feira (13), entrará com um habeas corpus para tentar liberar o cliente. “Mas não é nada garantido. A garantia maior é com o pagamento”, afirmou Dias.

Até lá, Oliver segue detido, passando o final de semana preso. Segundo o advogado, o ator deve cerca de R$ 45 mil de pensão alimentícia. “Ele está desempregado e em dificílima situação financeira. Se não for com a ajuda dos amigos, ele não vai conseguir fazer esse pagamento”, afirmou o advogado.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias nos famosos

Se depender dessa ajuda, Marcos sairá em breve da prisão. Os participantes de “A Fazenda 6”, programa do qual Oliver foi integrante, se uniram em uma campanha nas redes sociais e estão organizando um show no dia 23 de abril, no Club 33, na Avenida Pacaembu, em São Paulo. “Toda a renda será destinada para pagamento”, declarou Caio.

O advogado esteve com Oliver duas vezes. “Falei com ele e ele está tranquilo. Tranquilo, entre aspas, né? Mas está sendo bem tratado pelos agentes do Estado, e ele esta tentando encarar a situação de frente”, comentou. Nesta sexta-feira (11), quem visitou Oliver também foi a atual mulher, Fabíola Monarca . Os dois conversaram por cerca de duas horas.

O músico Ivo Meirelles , que participou do reality show junto com Oliver, já iniciou a campanha para a arrecadação de dinheiro para o amigo. “Se puder ajudar, agradecemos. Se não puder, entenderemos. O que não dá para aturar, são deboches e provocações”, escreveu Ivo em seu Instagram.




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.