Repórter conta que o marido não quer trocar de veículo e ainda brinca com a situação: “Qualquer figurante de ‘Malhação’ chega com um carro melhor”

Coletiva de imprensa CQC
Divulgação/Band
Coletiva de imprensa CQC




Dani Calabresa é capa da revista “Dia-a-dia” de abril, que já está nas bancas. Além de falar sobre seu trabalho no “CQC”, a integrante do humorístico da Band contou que o apelido “Calabresa” surgiu na época em que era monitora infantil do Club Med.

Além disso, ela relembrou que antes das aulas de teatro era uma garota muito tímida e que foi chamada de louca quando ingressou na MTV. “Fiz cinco pilotos para o ‘Quinta Categoria’, feito pelo Cazé e o Marcos Mion, que eu amava assistir. Escolhi a MTV para ganhar R$ 300 e todo mundo me chamou de louca”.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias nos famosos

Além dos assuntos profissionais, Dani falou sobre seu casamento com Marcelo Adnet . A atriz comentou que os dois pretendem ter filhos em breve, mesmo vivendo na ponte-aérea. “Hoje em dia já dá para sustentar família sendo humorista. Se não tiver trabalho na TV, tem sempre a internet. Mas, provavelmente, nossos filhos vão ser tímidos e morrer de vergonha”, contou Dani, que ainda se derreteu pelo marido ao mostras que, mesmo sendo contratado pela Globo, não opta pelo mundo do luxo.

“O Adnet é um cara especial. Vai trabalhar no Projac com um Fox 2003 que eu comprei, mas não dirijo. Qualquer figurante de 'Malhação' chega com um carro melhor. O dele já quebrou na estrada, teve de substituir bateria e alternador, mas ele diz que gosta do carro e não quer trocar. Esse é meu marido”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.