O intérprete de Leto na novela "Em Família" fala sobre a relação com os atores da trama: "Está sendo um aprendizado"

Aos 26 anos, Ronny Kriwat comemora o sucesso na carreira apesar do pouco tempo de estrada. O ator, que está no ar em "Em Família", última novela de Manoel Carlos , iniciou nas artes cênicas já adulto, aos 20 anos, e acumula bons números: está na quarta novela, sendo a segunda consecutiva das nove da Globo.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias nos famosos

"Fazia faculdade de Administração e resolvi fazer teatro para vencer a timidez. Com 22 fiz minha primeira novela e também estreei no teatro", conta o ator ao iG . "Não imaginava seguir na carreira. Foi tudo muito rápido. Comecei a gostar do negócio, aí tive a oportunidade de aparecer. No começo enfrentei muita dificuldade, mas as coisas foram acontecendo", lembra Ronny, que atuou nas novelas "Cama de Gato", "Malhação" e "Avenida Brasil" antes da atual.

Na pele do flautista Leto, filho do protagonista Laerte ( Gabriel Braga Nunes ) e da vilã Shirley ( Viviane Pasmanter ), Ronny conta que precisou aprender sobre o meio musical, pois não tinha contato antes da novela. "Não tinha ligação e tive que me aproximar com o meio da música. Tive aula de flauta, aprendi a posicionar a mão. Isso foi muito difícil porque nunca tinha mexido com música", explica o ator, que defende seu personagem. "Apesar da mãe, ele é muito bom menino, muito família".

Mas se Shirley é um problema na ficção, na vida real o convívio é bem diferente com a atriz Viviane Pasmanter. "Fui na casa da Viviane para leitura e para me entrosar. Ela é um amor, me ajuda muito e facilita em tudo. Está sendo um aprendizado, além de ser muito divertido contracenar com ela". Preocupado em aprender e crescer na profissão, Ronny segue os conselhos também de Gabriel Braga Nunes, que vive seu pai. "Ele é muito generoso em cena. Se está ruim, ele para e dá um toque", conta. Quem também ajuda o jovem ator é Helena Ranaldi , que participa de várias cenas com ele e com quem já contracenou em "Malhação". "No começo a gente ensaiou na casa da Helena também. Estou aprendendo muito."

Importância do papel

Leto é um dos personagens que faz com que Shirley tenha momentos de fraqueza e deixe a vilania de lado. "Ele é o filho predileto dela porque é de um caso com o Laerte. Por isso, sou muito bem tratado, mas a minha irmã vai sofrer por ser mais gordinha. Acabo sendo uma arma e consigo controlar a minha mãe", diz ele.

Mas o ator acredita que a importância de Leto é maior ainda, pois a novela vai entrar para a história da teledramaturgia do Brasil. "É um papel mais importante ainda por ser a última novela do Maneco. É uma honra poder fazer parte disso tudo. É muito importante para mim, pois estou na minha quarta novela e essa é a segunda das nove seguida. É um aprendizado muito grande", diz ele, emocionado.

Ronny conta ainda que na festa de lançamento da novela foi conversar com Manoel Carlos para agradecer a oportunidade de estar no elenco.

Pouca frente de gravação

Ronny tem gravado praticamente todos os dias porque "Em Família" está com pouca frente de capítulos gravados. No entanto, o ator assegura que apesar da correria, o ritmo está normal. "Ainda não está no sufoco para gravar, conseguimos levar numa boa. É verdade que estamos com pouca frente, mas está tudo tranquilo por enquanto".

Clima dos bastidores

Apesar de ter começado com baixos índices de audiência, "Em Família" melhorou e apresenta bons números para o horário. Mas se engana quem pensa que a cobrança por melhoria no Ibope prejudica o entrosamento dos atores fora das telinhas. "A gente acompanha o Ibope, mas o nosso trabalho é gravar, isso é o importante para o elenco. Até o momento o clima está muito bom. A gente se diverte muito nos bastidores, mas lógico que sempre estamos focados nas gravações", declara.

Foco apenas na novela

Com vários convites para eventos e campanhas publicitárias, Ronny - que é contratado por obra e está solteiro - garante que só aceita os trabalhos que não interfiram em seu desempenho, pois a novela vem em primeiro lugar. "Sempre tem um convite para algum trabalho. Mas essa novela é a coisa mais importante do momento e estou focado nela. Minha prioridade é fazer essa novela. Na época de 'Avenida Brasil' fiz bastante (campanha), mas agora diminuí porque estamos gravando quase todos os dias".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.