Atriz fez a revelação durante a gravação do programa “Altas Horas”, da Globo, que aconteceu nessa quinta-feira (13)


Descontração e simpatia marcaram a presença de Mariana Ximenes na gravação do programa “Altas Horas”, que aconteceu na noite dessa quinta-feira (13), em São Paulo. Perguntada sobre as técnicas de um beijo profissional, a atriz revelou que já enfrentou até mau hálito na hora de gravar.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias dos famosos

“O beijo sempre é técnico, a gente tem que sentir o sentimento do personagem naquela hora, depois a gente tira os personagens e acaba. Pode, eventualmente, o sentimento passar para a realidade, mas isso pode acontecer com qualquer pessoa, não é? Mas entre os atores existe ética”, explicou ela, que foi questionada por Serginho Groisman se já tinha beijado alguém em cena com mau hálito. “Bafo também existe, mas nada que uma balinha não resolva. Somos seres humanos, né gente”, disse rindo.

Mariana Ximenes no 'Altas Horas'
AgNews
Mariana Ximenes no 'Altas Horas'

A atriz relembrou o seu trabalho mais desafiador na TV. “Todos os personagens são um desafio, mas o volume de trabalho que eu tive fazendo a Clara, de ‘Passione’, foi bem grande. Mas foi nesta mesma proporção prazeroso, porque adoro trabalhar, então quando têm muitas cenas muito diferentes e dramaticamente fortes, me dá mais vontade de me dedicar a elas. E eu contracenava com grandes mestres, Fernanda Montenegro , Tony Ramos , Aracy Balabanian , foi ótimo”.

Já no cinema, Mariana contou como foi a experiência de protagonizar cenas lésbicas ao lado de Leandra Leal no filme “O Uivo da Gaita”. “Foi uma cena super tranquila como todas as outras. A gente conversou bastante antes, e a Leandra além de ser uma atriz incrível, é uma das minhas melhores amigas há 14 anos”, disse. “É impressionante como aumentou o numero de lésbicas e como esse assunto é polêmico ainda”.

A estreia como produtor no longa “Um Homem Só”, que acabou de ser finalizado no Rio de Janeiro, também foi assunto do programa. “É a primeira vez que estou me aventurando nisso, gostei muito”. Na ficção, a atriz vive Josie que é dona de um cemitério de cães. “Ela é ruiva, então a gente fez sardas no corpo inteiro, deu um trabalhão, mas ficou bacana. Ela cuida de um cemitério de cachorros, mas tem ação, drama, comédia e faz você pensar muito: será que você gostaria de ter uma cópia na vida para fazer a parte chata”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.