Vinícius Romão de Souza, que atuou na novela "Lado a Lado", foi detido após assalto. Ele teria sido supostamente confundido com ladrão, dizem amigos no Twitter e no Facebook


O ator e psicólogo Vinícius Romão de Souza , que atuou na novela "Lado a Lado", da TV Globo, foi preso na segunda-feira (10) suspeito de assaltar uma mulher na região do Méier, no Rio de Janeiro. Atualmente, ele trabalhava como vendedor da loja Toulon, no Norte Shopping. 

O caso foi registrado no 25º DP. Desde então, Vinícius está preso na Casa de Detenção Patrícia Acioli, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. 

"Ele foi preso e parece que foi injustamente. Ele nos ligou do presídio e explicou que foi confundido porque é negro como o assaltante. O advogado dele passou aqui hoje até para a gente saber como vai fazer com a ausência dele no trabalho", contou Tony , gerente da loja onde Vinícius trabalha, ao iG nesta segunda-feira (24).

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

Nas redes sociais, amigos de Vinícius alegam que o ator foi confundido com o verdadeiro criminoso e preso injustamente. "Que absurdo", escreveu a atriz Carla Daniel em sua página no Facebook.  "Exigimos a liberdade de Vinícius Romão imediatamente", escreveu o fotojornalista Francisco Chaves na rede social. "Mais um jovem negro preso ilegalmente por caminhar sozinho e à noite nas ruas do Rio. Crime: ser suspeito por ser grande, bonito, ter cabelos black power e estar bem vestido", continuou o jornalista e ativista Marcos Romão .

Procurada pelo iG , Assessoria de Comunicação da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro informou que não estava ciente do caso.

Vinicius Romão em cena de 'Lado a Lado'
Divulgação/TV Globo
Vinicius Romão em cena de 'Lado a Lado'


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.