De volta ao Brasil após turnê internacional, cantor participa de evento de empresa de chocolate e elogia namorada


De volta ao Brasil após uma turnê internacional, que contou com shows na Noruega, França Bélgica e Ilhas Maldivas, Michel Teló participou de um evento da Garoto, marca de chocolate da qual é parceiro nas ações para consumidores na Copa. Sempre simpático, o cantor chegou ao Bar O Torcedor, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, na manhã desta terça-feira (11), cumprimentando todos os presentes.

Teló falou sobre a canção que gravou para a marca de chocolates, composta por um participante da promoção criada pela empresa e usada para o evento esportivo. “Fiquei surpreso com a quantidade de músicas que chegaram. De pessoas leigas, que não são compositores. O cara que ganhou era um compositor que estava desanimado, triste com o meio musical. Vi o brilho no olhar do ganhador e o sonho de voltar a compor”, elogiou ele, que gravou as três canções finalistas ao lado de Claudia Leitte .

Michel Teló com a bola Brazuca
Photo Rio News
Michel Teló com a bola Brazuca

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias nos famosos

Teló aproveitou o momento para relembrar que sua relação com o futebol não se restringe à atual parceria. A carreira internacional do cantor se deve muito ao sucesso da canção “Ai Se Eu te Pego”, após muitos jogadores de futebol fazerem a coreografia da música para comemorar gols em campo. “Tenho uma ligação muito forte com futebol, começando com meu nome”, comentou Michel, que foi batizado assim a pedido do pai, que quis homenagear o jogador francês Michel Platini .

“E quando lancei ‘Ai, Se Eu te Pego’ não tinha essa pretensão de virar tudo isso. Essa brincadeira chegou no Neymar , em vários jogadores, e no Cristiano Ronaldo . Daí, começou essa ligação muito forte da minha música com o futebol. Sou muito grato ao futebol, por minha música ter estourado no mundo. Esse start foi muito importante.”

Apesar de tantas ligações com o futebol, Teló, que no evento vestia uma camisa número 11, nem arriscou a fazer embaixadinhas com a bola Brazuca. “Não é nem que estou contundido. Estou com um tênis que não é especifico”, brincou.

Parceira na estrada

Apesar de não ter participado do evento com Michel Teló, Thaís Fersoza viajou com o namorado durante toda a turnê internacional. Antes, o casal ainda tinha aproveitado as férias de fim de ano em Florianópolis e, na próxima semana, deve curtir mais uma semana romântica, longe dos palcos. “Ela me acompanha. Aí a gente aproveita aquele momento também para dar uma passeadinha, para curtir juntinho. É gostoso”, afirmou o cantor, que diz não ter o menor problema em ver a namorada trabalhando em novelas nem fazendo par romântico na ficção. “É uma escolha dela, é o trabalho dela desde criança. Sou fã dela desde quando fez a primeira ‘Malhação’, aos 12 anos de idade. Eu olhava e falava: ‘que gracinha’. Mas eu, moleque lá de Campo Grande, para mim, era muito distante”, revelou o cantor.

Apesar de ter passado por vários destinos românticos nos últimas semanas, Teló contou que ainda não pediu a namorada em casamento. “Tudo tem sua hora. Mas é que todo mundo está esperando. Tem que ser uma coisa inesperada”, brincou ele que, assim como a atriz, já passou por outro casamento.

Quadro no “Fantástico”

Há algum tempo, Michel Teló diz nas entrevistas que sonha em fazer um álbum com clássicos da música sertaneja. O sonho foi além e, antes de virar DVD, o projeto vai se tornar um quadro do “Fantástico”, da Rede Globo. “É um projeto de música sertaneja raiz. Sempre quis mostrar de onde vim. Cresci vendo meus pais, meu avô cantando ‘Saudade do Matão’ na sanfona dele. Eu queria poder contar um pouco da história da música sertaneja, junto com os amigos da música sertaneja”, contou ele, que já gravou com Milionário e José Rico e Chitãozinho e Xororó para a atração. “Está sendo muito gostoso gravar. Porque a gente vai na casa deles, como se estivesse no quintal de casa, cantando, conversando e falando de música”.

Questionado se a atração é uma resposta para os críticos de que o cantor não faz música sertaneja, Teló minimiza: “Na verdade, é para mostrar que a música sertaneja sempre evoluiu e tem várias vertentes. Queremos mostrar que a gente tem essas músicas comerciais, de festas, mas temos também nossas músicas românticas. Tem a história da música sertaneja guardada no coração. Não é porque o sertanejo está legal agora que vamos gravar. É uma coisa que vivo desde pequeno.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.