Autor disse que sempre foi cobrado por causa do assunto; Tainá Müller e Giovanna Antonelli comentam beijo de Félix e Niko, de "Amor à Vida"

Daniela Mercury e a mulher
Felipe Panfili, Felipe Assumpção e Leo Marinho/AgNews
Daniela Mercury e a mulher


Quando Tainá Müller e Giovanna Antonelli pisaram no salão do Copacabana Palace na noite de domingo (2), o assunto não poderia ser outro, principalmente após o beijo entre Félix ( Mateus Solano ) e Niko ( Thiago Fragoso ) no final de “Amor à Vida”. As atrizes vão viver um casal homossexual na nova novela de Manoel Carlos , “Em Família”, e já estão sofrendo um verdadeiro bombardeio de perguntas sobre o amor entre Marina e Clara.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias dos famosos

No luxuoso lançamento da novela, Tainá comentou a cena escrita por Walcyr Carrasco . “É difícil prever agora como o público vai reagir com a história das personagens. São histórias bem diferentes. Mas sobre o Félix e o Niko, eu, como espectadora, gostei muito de ver. Inclusive, parabenizei os atores pela cena”, revelou. “Eu acho que as coisas precisam ser tratadas com naturalidade. O desenrolar da história vai dizer se precisa ter o beijo, o Maneco já falou que ele escreve, e para nós (ela e Giovanna) não é nenhum problema”, afirmou.

Giovanna concordou com a parceira de cena. “Sim, eu vibrei (com a cena de Mateus e Fragoso), porque eu acho que beijo é sempre bom, seja no rosto, na boca, e eu achei muito bonito”, falou. Caiu, então, nas mãos de Manoel Carlos a dúvida. Ele, que já tinha falado na coletiva de imprensa que escreveria a cena caso a história se direcione para este caminho, falou na festa do Copa com mais pulso firme.

“Toda história de amor cabe um beijo. Eu sempre fui muito cobrado por isso, mas eram outras épocas. Agora eu tenho duas moças na novela e pode sim ter um beijo entre elas. Eu escrevo novelas e não tenho problemas em falar sobre o assunto. Mas não quero que seja apenas um beijo por beijar. A história tem que pedir”, disse.

Maneco ainda adiantou uma cena em que Clara, a personagem de Giovanna, vai se inspirar na história de Daniela Mercury e Malu Verçosa, sua mulher. “A Giovanna vai aparecer lendo uma revista que tem a Daniela na capa, e vai dizer: ‘Santa Daniela que me ajude’. Isso é um momento que estamos vivendo. Se os casais de gays podem estampar a primeira página dos jornais com seus casamentos, o beijo é uma coisa óbvia, consequente”, declarou.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.