Em entrevista ao programa “Marilia Gabriela Entrevista”, do GNT, atriz fala sobre a batalha junto ao filho mais velho


Neste domingo (19), às 22h, vai ao ar no GNT uma entrevista com Irene Ravache , onde a atriz fala sobre a luta ao lado do filho contra o vício de drogas.

Irene contou para Marilia Gabriela que, o primeiro a abrir o anonimato foi o próprio filho Hiram Ravache , hoje com 49 anos. “Ele abriu o anonimato porque isso poderia ajudar, como de fato ajudou, muita gente”, afirmou a atriz.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

Questionada sobre a dificuldade daquela fase, Irene disparou: “Foi uma cavalgada no inferno. Foi muito difícil. As pessoas ainda acham que aquela pessoa que usa drogas é apenas um turista da droga e de alguma forma controla aquele uso. O adicto não controla. Ele vai para o fundo do poço. É uma doença horrorosa, porque o caráter é o primeiro que entra em julgamento”.

Irene falou ainda sobre uma das dificuldades em todo o projeto: “O que é horrível é que você olha para seu filho e não reconhece ele. O olho tem uma névoa. Hoje meu filho é um adicto em recuperação, que é assim que eles querem ser chamados”.

A atriz contou que tentou interferir várias vezes no vício do filho e chegou a interná-lo à revelia. “É uma coisa dolorosa. O bicho pega mais ainda. Ele tem direito a não querer ir. Mas nos acreditávamos que tínhamos que tira-los de circulação, pois estava oferecendo perigo à ele e aos outros. Mas o ato de fazer isso é um terror”.

Irene relembrou que o filho teve uma recaída durante todo o processo, mas desde 1995 está curado. “Ele hoje trabalha com isso em uma clínica em Atibaia. Acho muito bom, pois ele tem uma visão muito próxima. É mais fácil falar quem já passou”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.