Modelo recebeu carinhos dos familiares, amigos e do namorado, o empresário Lirio Parisotto, em uma livraria do Rio de Janeiro


Poderosa em um longo pink, cor que combina com a capa do seu livro, Luiza Brunet foi a estrela da noite de quarta-feira (4). Em uma livraria do Rio, a ex-modelo recebeu familiares e amigos para a noite de autógrafos da sua biografia, “Luiza”, escrita pela amiga e jornalista Laura Malin . Entre uma assinatura e outra, Luiza confessou que chegou a ficar reticente com o convite feito pela Editora Sextante, mas resolveu repassar seus 51 anos de vida e tirou saldo positivo no fim das contas.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias dos famosos

Luiza Brunet ganhou o carinho dos filhos Antônio e Yasmin
Alex Palarea e Felipe Assumpção / AgNews
Luiza Brunet ganhou o carinho dos filhos Antônio e Yasmin

“O saldo foi positivíssimo. Eu acho que fui uma mulher muito corajosa de ter desbravado a carreira de modelo em uma época que ninguém conseguia e sabia muito, de ter vindo do Mato Grosso, de ter tido problemas na infância, como meu pai alcoólatra, de ter me casado muito jovem… Tudo foi muito cedo. Eu acho que o saldo é positivo de conseguir me manter íntegra, honesta e de bem com a vida”, disse ao iG .

Nos quatro meses de entrevistas de Laura com Luiza e outros envolvidos em sua vida, a mãe de Antônio e Yasmin repassou diversos momentos difíceis e relatou sem medo histórias tristes. Algum arrependimento apareceu no processo? “Nenhum. Acho que tudo que eu fiz foi consciente, super válido, sempre tomei decisões no momento que elas deveriam ser tomadas. Eu sempre fui uma mulher corajosa e até um pouco masculinizada. Isso fez com que eu tivesse atitudes conscientes e, portanto, sou responsável por elas e não posso me arrepender”, disparou.

Próxima do altar?

Entre os convidados, o empresário Lirio Parisotto foi dar um beijo na namorada, que confessou que é mulher nascida para ser dona de casa. “Eu acho que todo relacionamento maduro acaba em um casamento. Então, a gente está amadurecendo a ideia (risos). Eu nasci para casar. Já casei duas vezes, quem sabe o terceiro não vem? Compartilhar uma vida já é uma espécie de casamento. Quando existe integridade, honestidade, fidelidade, isso para mim já constitui um casamento, mesmo sendo em cidades diferentes (Luiza mora no Rio e Lirio, em São Paulo). Mas lógico que é muito bom acordar com a pessoa que você gosta”, concluiu.

Lirio, separamente, fez cara de surpresa ao saber o que a namorada falou sobre casamento, mas se derreteu para ela: “Nós nos conhecemos desde a década de 1980. Há anos atrás, nos encontramos em um evento, mas ela estava casada e eu também. Agora conseguimos ficar juntos. Eu acho a Luiza uma mulher bonita, mas é muito mais por dentro do que por fora. O sucesso dela é seu caráter íntegro”, disse o empresário.

“Olho com olho guloso para mulher super bombada”

Para tristeza dos fãs da musa na Marquês de Sapucaí, Carnaval é algo que já não faz mais parte dos planos de Luiza. “Eu fiz parte do Carnaval, já contribui e não penso em voltar. Eu acho super válido (as escolhas e trocas de Rainhas de Bateria), é um show business. Ele é feito com o que está bombando no momento. Agora são as mulheres bombadas, cheinhas, com coxa grossa. Essa é a mulher do momento, então ela tem que estar lá mesmo. Na minha época, era a mulher mais longilínea. Mas tudo se transforma”, palpitou a ex-modelo.

“Eu prefiro a mulher mais afinada, longilínea. A minha visão masculina prefere a mulher assim. Mas eu olho com olho guloso quando vejo uma mulher super bombada, é incrível como elas conseguem fazer do corpo uma escultura. Mas prefiro estar como estou, mais sequinha”, contou a bela, que continua sendo símbolo de beleza e garantiu que não faz dieta.

Luiza ainda elegeu a melhor Rainha de Bateria de todos os tempos: Luma de Oliveira. “Ela foi a grande Rainha de Bateria. As grandes mulheres rainhas que eu acho incríveis são as que são fiéis. Rainha precisa ter fidelidade, vestir a camisa da escola. Eu não gosto quando fica trocando de uma para outra para aparecer. Isso não faz parte do Carnaval, faz parte da exibição de um ego, de mostrar que está bem”.

Cabeça no lugar, Luiza conta no livro que sempre soube usar o corpão e a beleza natural ao seu favor. “A beleza não atrapalha, muito pelo contrário. A beleza abre portas, e quando isso acontece, você tem que saber o que você quer. Um homem bonito ou uma mulher bonita tem mais facilidade de entrar aonde quiser, mas a partir do momento que isso acontece, você tem que saber para onde seguir. Pode ser nada e pode ser tudo”, finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.