A chef de cozinha e apresentadora de TV britânica prestou depoimento no Tribunal de Isleworth Crown, em Londres.

BBC

Nigella Lawson, a musa da culinária
Divulgação
Nigella Lawson, a musa da culinária

A chef de cozinha e apresentadora de TV britânica Nigella Lawson admitiu ter usado cocaína, mas negou o vício na droga, em depoimento no Tribunal de Isleworth Crown, em Londres.

Lawson fala durante o julgamento duas ex-funcionárias de sua empresa, que são acusadas de gastos de cerca de 300 mil libras (R$ 1,1 milhão) em roupas de grife e viagens aéreas no cartão de crédito corporativo.

As irmãs Francesca e Elisabetta Grillos negam a fraude e dizem que a chef estaria "fora de si com drogas" quando as autorizou a "gastar o que quisessem" com cartões de crédito desde que não a "entregassem" ao então marido, o publicitário Charles Saatchi .

A acusação está num email escrito por Saatchi, que foi lido em um tribunal em Londres, em uma audiência preliminar do julgamento.

Em depoimento, no entanto, o publicitário disse nunca ter visto a ex-esposa sob efeito de drogas.

No tribunal, Lawson disse ter usado cocaína apenas duas vezes. A primeira foi com seu falecido marido, o jornalista John Diamond , quando ele estava em fase terminal de um câncer na garganta.

A segunda teria sido em julho de 2010 quando, segundo a chef, ela estava "sofrendo terrorismo íntimo" de Charles Saatchi

Em junho, fotos da chef em uma suposta briga com o publicitário em um restaurante no centro de Londres tiveram grande destaque na imprensa. Pouco tempo depois, o casal anunciou o divórcio.


Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.