Ex-modelo, que assumiu relacionamento com o blogueiro Bruno Voloch, disse ao iG que o fim do quadro "Monique Quer Namorar" não tem ligação com o romance

Monique Evans deu a volta por cima depois de se internar em uma clínica psiquiátrica para tratar de distúrbios emocionais, mas ao mesmo tempo que acaba de assumir um relacionamento com o jornalista  Bruno Voloch,   primo de  Luciano Szafir , ela entrou em atrito com a Record, que cancelou o quadro que ela já estava gravando para "O Melhor do Brasil".

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

"Estou namorando o Bruno. A gente se conheceu primeiro profissionalmente. Ele me ligou para um projeto que está fazendo e queria que eu participasse. Como já tinha trabalhado há muito tempo com ele, aceitei e a gente foi conversando sobre o projeto", contou Monique com exclusividade ao iG . "Ele sabia do meu problema e quando vi, a gente estava se falando milhões de vezes ao dia. Ele me chamou para jantar, ainda profissionalmente. Percebi que ele era tudo o que eu precisava", completou ela.

A apresentadora, que tem reafirmado o momento alegre nas redes sociais com mensagens otimistas, falou ainda que demorou cerca de um mês para dar um passo a mais com o novo namorado. "A gente só deu o primeiro beijo essa semana", disse Monique, que estava há quatro anos sem beijar na boca.

Monique Evans deu o primeiro beijo há uma semana
Reprodução/Instagram
Monique Evans deu o primeiro beijo há uma semana

Apesar de pessoalmente realizada, Monique acaba de sofrer um revés na vida profissional. A apresentadora foi cortada do quadro "Monique Quer Namorar", do programa "O Melhor do Brasil", um reality em que procuraria um par romântico. Segundo ela, a atração não foi cortada por ela ter arrumado um namorado, mas sim por motivo de audiência.

"A gente já tinha gravado a participação de dois caras e iríamos gravar com mais dois quando eles resolveram cortar. Eles me disseram que dá mais audiência falar de tragédia, então eles vão procurar alguma coisa sobre isso. Mas na verdade, a Record pediu para eu mentir sobre o fim do programa. Eles pediram para dizer para a imprensa que eu estava sem tempo, mas não é verdade. Sou muito verdadeira e nunca conseguiria fazer uma coisa dessas. Prefiro sempre falar a verdade e não me calar", concluiu ela.

Por meio das redes sociais, Monique já havia mostrado o seu descontentamento ao ter sido dispensada pela emissora e fez duras críticas ao programa.

"Como melhorar a audiência do 'Melhor do Brasil': trocando o nome - diminuindo os quadros, enxugando de 60 para 30 minutos! Invertendo a entrada do palco. Mais externas, com um editor incrível ( não precisa ser com Rodrigo). Encher o palco de alegria com artistas da casa e jogos. Parar de copiar a Eliana. Trazer ideias novas de 3 em 3 meses (copiar dos gringos). Acabar com elenco fixo antigo. Liberar o Rodrigo, sem textos. Aquele Rodrigo alegre do 'Dança Gatinho'. Está tudo leeeeeeeeentoo, repetitivo, monótono, chato, e só tem pouca coisa para se ver! Rodrigo é muito mais do que isso e já vem reclamando há algum tempo! Ele é um querido!", criticou.

A assessoria de imprensa da Record disse que não vai comentar o assunto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.