Em entrevista exclusiva ao iG, ex-BBB falou que já deve receber alta hospitalar entre sexta-feira (8) e sábado (9) e comenta ainda sobre ter feito uso de esteroides anabolizantes

"Estou me sentindo cada vez melhor. Minha recuperação está superando todas as expectativas", falou Maria Melilo em entrevista exclusiva ao iG . Aos 29 anos, a vencedora do "BBB 11" passou por uma cirurgia de mais de 10 horas na segunda-feira (4) para combater câncer no fígado e retirou 70% do órgão comprometido por tumores. 

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

A atriz e apresentadora - que saiu da UTI do hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na terça-feira (5) e deve receber alta hospitalar nos próximos dias - conta que desde o diagnóstico, há dois anos, manteve-se confiante na recuperação e que não vai precisar passar por quimioterapia ou radioterapia. Ainda de acordo com Maria, o uso de anabolizantes pode ter potencializado a doença. Maria já está fazendo fisioterapia desde quarta-feira (6) para a volta do funcionamento de todos os órgãos. O lutador  Serginho Moraes   tem visitado a namorada frequentemente no hospital.

Confira abaixo a entrevista com Maria Melilo:

iG: Como está se sentindo após a cirurgia?
Maria Melilo:   Estou me sentindo cada vez melhor. Minha recuperação está superando todas as expectativas.

iG: Já tem alguma previsão de alta?
Maria Melilo:   Provavelmente sairei do hospital amanhã (sexta-feira) ou sábado e terminarei a recuperação em casa.

iG: Quando a doença foi diagnosticada?
Maria Melilo:   Há dois anos.

iG: Sentia alguma dor física ou teve algum sintoma antes de detectar o tumor?
Maria Melilo:   Senti algumas pontadas na região do fígado, o que me levou a procurar apoio médico.

Maria Melilo no Hospital Sírio-Libanês
Divulgação
Maria Melilo no Hospital Sírio-Libanês

iG: Como foi feita a decisão para o tratamento adequado? 
Maria Melilo:  
Meu tipo de câncer é raro e o único procedimento era mesmo a cirurgia de remoção.

iG: Além da cirurgia, precisa de outros procedimentos como radioterapia ou quimioterapia para a cura completa?
Maria Melilo:  
Não farei mais nenhum tipo de terapia, apenas o acompanhamento.

iG: O que está sendo fundamental para a sua cura?
Maria Melilo:   Com certeza é o apoio da família, do namorado e de meus amigos, como também o apoio dos fãs e de todos os que têm me enviado mensagens lindas e cheias de carinho. Eles têm me ajudado muito, me dado energia para vencer essa batalha.

iG: E quem está sendo essencial na sua vida nesse momento?
Maria Melilo:   Minha família, amigos, namorado, enfim, todos que têm me apoiado.

iG: A palavra câncer é muito forte e todos têm medo. Como você reagiu quando o médico falou que você estava com a doença? Qual foi o seu primeiro pensamento?
Maria Melilo:   No comeco fiquei em choque pela força mesmo que essa palavra carrega. Minha mãe teve câncer de mama em 2011 e conseguiu vencer, então nem pensei em nada negativo. O medico disse: "Você tem câncer". Eu perguntei: "Como faremos para me curar?"

iG: Você sentiu medo em algum momento? 
Maria Melilo:   Nunca tive medo. Sempre soube que resisitiria.

iG: Você falou que a cirurgia foi um sucesso. De onde está tirando forças?
Maria Melilo:   Em primeiro lugar de Deus, pois Ele me deu forças e minha fé tem me impulsionado. E também de todo o amor e carinho que tenho recebido de todos.

iG: Você já declarou que fazia uso de anabolizantes. Arrepende-se de ter usado? Acha que faltou informação ou orientação para o uso desse tipo de produto?
Maria Melilo:  
Os anabolizantes são facilmente encontrados e comprados em qualquer lugar. Na busca pelo corpo perfeito, às vezes queremos pular as etapas do desenvolvimento muscular e procuramos os anabolizantes, sem saber dos efeitos colaterais que sua utilização acarreta. Isso é muito perigoso e deve ser evitado. Não podemos pular etapas sem orientação médica. Para ter o corpo desejado, não devemos ter pressa. Alimentação saudável, exercícios e determinação são suficientes para conseguir isso.

iG: Algum médico comentou que o uso dos esteroides pode ter ligação com a doença?
Maria Melilo:  
A utilização pode ter agravado a doença, mas não podemos afirmar com plena certeza.

iG: Qual a primeira coisa você vai fazer assim que sair do hospital?
Maria Melilo:  
Ir para casa ver minha querida bulldog inglesa, a Diva.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.