Zeca Camargo é o âncora do reformulado programa, que está há 30 anos na grade da Globo e agora recebe Ricardo Waddington como diretor


“O que me foi pedido foi: ‘reinventa esse programa’”. Foi com essa missão que Zeca Camargo confirmou a ida para o “Vídeo Show”, programa que há três décadas está na grade da Rede Globo. E reinventar é a palavra que se encaixa perfeitamente no atual momento de vida do jornalista. Na casa dos 50 anos e após 18 anos de “Fantástico”, assinar a mudança de contrato do jornalismo para a turma de variedades e resgatar suas raízes no entretenimento era tudo que Zeca precisava.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

Nesta terça-feira (29), em coletiva de imprensa no Projac, no Rio, o âncora do novo “Vídeo Show” foi oficialmente apresentado ao lado dos repórteres Otaviano Costa , Dani Monteiro e Marcela Monteiro . Nada de Fernanda Lima , como Ricardo Waddington já havia negado e voltou a negar. Mas dois nomes secretos ainda podem pintar por aí. “Eu já tenho os nomes, já sei quem são, eles também já sabem, eu já sei quando vão entrar e não falo mais nada”, decretou, com humor, o diretor.

Aliás, Ricardo revelou novidades em doses homeopáticas. Zeca, já anunciado há semanas na imprensa, era a grande mudança. “Ele vai trazer uma nova narrativa, nova dinâmica. Muita coisa é inspirada na história do próprio programa, mas fomos buscar também em outras atrações da TV. A ideia é que a estreia seja dia 18 de novembro, estamos trabalhando para isso. Vamos ter um palco, plateia, convidados da casa e cada dia vai ser uma dinâmica diferente”, disse.

Marcela Monteiro será uma das novas repórteres do
AgNews
Marcela Monteiro será uma das novas repórteres do "Vídeo Show"

Para Zeca, o DNA do “Vídeo Show” estará no palco. “O grande lance é como reciclar 30 anos de história? Na verdade, a gente não sabe ainda (risos). Estamos procurando, brincando com ideias. Teremos plateia, então as possibilidades são enormes. Eu redescobri o prazer de criar novamente. Tivemos reuniões que foram verdadeiros playgrounds”, afirmou o jornalista, que recebeu o convite em julho deste ano. Na grade, a minutagem (35 minutos de duração) será a mesma e o horário não sofre alteração, segundo Ricardo, que confessou ser fã de Zeca há tempos: “Sempre pensei que em algum momento nossos caminhos iam se cruzar”.

Leia também: André Marques deixa "Video Show" após 13 anos: "Para cuidar da saúde, emagrecer"

Acostumado com o ao vivo dominical e grandes coberturas, o novo “Vídeo Show” de Zeca, em um primeiro momento, será gravado. Mas qualquer movimento brusco pode fazer Ricardo inverter as coisas. “Entreter é não ser esquematizado, é ter liberdade no script, coisa que, graças a Deus, nós temos. É ser inesperado. Tem dias que pode ter só o Zeca no palco, no outro ter todo mundo e no outro não ter nem palco”, falou.

Sobre os quadros, Zeca deixou escapar após o final da coletiva que o querido “Falha Nossa” vai voltar. “Mas volta revisitado. Não vamos só exibir o erro de gravação. Vamos falar com o artista, saber o que aconteceu, talvez recriar a cena… Não sei. Sei que não é simplesmente mostrar o erro. E claro, sempre com muito respeito aos nossos artistas”, afirmou.

Por influência do “Amor & Sexo” ou não, Ricardo trará uma banda para o palco da atração. “Não é uma banda conhecida. É bem interativa, passa por tudo e atende a qualquer artista ou gênero”, revelou Zeca. Já que o assunto é música, “Don’t Stop Till You Get Enough”, de Michael Jackson, ganha novo arranjo. “A vinheta muda, assim como a logo”, disse o diretor. Se tudo ao sair do papel vai dar certo? Zeca, Ricardo e companhia só terão essa resposta a partir da próxima semana, quando gravam pela primeira vez em estúdio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.