Evento deve produzir aguardada foto inédita em mais de cem anos, com a rainha ao lado de filho, neto e bisneto

BBC

O príncipe George de Cambridge , terceiro na linha de sucessão ao trono britânico, será batizado nesta quarta-feira em uma cerimônia que contará com sete padrinhos e poucos convidados.

Os batismos estão se tornando mais raros na Grã-Bretanha nos últimos anos. Em 1980, dois anos antes do nascimento do príncipe William , pai de George, uma em cada três crianças era batizada. Em 2011, o número caiu para uma em dez.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

No entanto, se os batismos estão em declínio, o número de padrinhos vem aumentando. É cada vez mais comum batizados com até seis padrinhos.

Os pais de George, William e Kate , escolheram sete padrinhos, cujos nomes foram divulgados apenas nesta quarta-feira pela manhã, poucas horas antes da cerimônia.

Os padrinhos são parentes ou amigos do círculo íntimo do casal, alguns com títulos de nobreza. Zara Tindall , esposa de um ex-jogador de rúgbi, é prima de William. Outro padrinho, Jamie Lowther-Pinkerton , foi secretário pessoal do casal. A fundadora de uma instituição de caridade voltada para crianças, Julia Samuel , era amiga próxima da princesa Diana , mãe de William.

O grande número de padrinhos é corrente entre celebridades britânicas. A atriz Elizabeth Hurley escolheu seis para o batismo de seu filho. Apesar de não haver estatísticas oficiais, o arquidiácono de Leicester, Tim Stratford , diz que o alto número de padrinhos é perceptível em todas as cerimônias, e que não se trata apenas de uma moda entre os famosos.

Fotos oficiais do príncipe George
Reprodução/Twitter
Fotos oficiais do príncipe George

Discrição e foto histórica

A cerimônia será conduzida pelo arcebispo de Canterbury, o líder espiritual da Igreja Anglicana, no palácio de Saint James, na região central de Londres.

Os batizados da família real costumam ser realizados no Palácio de Buckingham, mas o príncipe William e a duquesa Kate escolheram a Capela Real do palácio de Saint James como forma de homenagear a mãe de William, Diana, já que seu velório foi realizado lá.

A cerimônia será marcada pela discrição. A lista de convidados é pequena e o acesso da mídia ao local é restrito. A rainha Elizabeth 2ª , seu marido e o príncipe Charles estarão presentes.

"Eu acho que eles não querem ser exageradamente reais, exageradamente ricos ou exageradamente formais. Eles só querem batizar seu filho", diz Penny Junor , uma das biógrafas da família real.

Os pais têm se esforçado para evitar a exposição de George na mídia. A última vez em que se divulgou publicamente uma foto do bebê – que tem três meses de idade – foi em agosto.

Por isso, há muito interesse de jornais e revistas nas fotos que serão divulgadas agora. Uma delas, em especial, é muito aguardada: a da rainha com seu filho Charles, o neto William e o bisneto George.

Será a fotografia com o maior número de pessoas da linhagem de sucessão do trono ao lado do monarca desde julho de 1894. A imagem será feita pelo fotógrafo Jason Bell , que teria sido escolhido após entrevistas realizadas por William e Kate com vários candidatos.

A criança será batizada em uma pia feita especialmente para o batizado do primeiro filho da rainha Vitória, que reinou no século 19. A água foi trazida especialmente do rio Jordão, no Oriente Médio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.