A atriz de "Amor à Vida" diz que tem um jeito menos mulherão do que sua personagem e fala sobre o relacionamento com Caio Castro: "Existe uma grande e belíssima amizade, uma cumplicidade que poucas vezes tive na vida profissional"

Maria Casadevall é a mulher mais desejada do momento. Sua personagem na novela “Amor à Vida” se envolve com Caio Castro e Márcio Garcia , mas a atriz minimiza o privilégio de fazer cenas quentes com os bonitões. "Eu não penso isso, é difícil. O que posso dizer do trabalho, que é sempre maravilhoso fazer, é uma alegria imensa estar nesse projeto, ter parceiros tão maravilhosos como a Fabiana (Karla) , o Caio, todo o elenco. Estou todo dia aprendendo, me exercitando"

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

Durante um evento em São Paulo nesta quarta-feira (21), Maria contou que se surpreendeu com o sucesso. "Não imaginava, mas esperava no sentido de querer muito. O que eu fiz foi focar no trabalho para que a Patrícia pudesse existir de uma maneira bonita, para que ela ganhasse espaço e graças a Deus foi acontecendo. E não estamos nem no meio do caminho ainda, espero que continue assim." E compara sua personalidade com a da personagem. “Acho que ela ser uma mulher moderna, ser mais livre, me identifico nessa parte com ela."

Pouco assédio masculino

"A gente não se acostuma da noite para o dia, a gente vai estabelecendo um contato. Aos poucos vou me familiarizando com esse universo. Mas acho que é uma condição de estar, estou assim em evidência porque a novela tem uma audiência muito grande, mas eu continuo a mesma e consigo diferenciar as duas coisas". Ela ainda fala sobre o assédio do público masculino. “Os homens são tímidos, mais recatados. E poucos me reconhecem na rua, porque a Patrícia tem um jeito mais mulherão e eu sou mais menina no jeito de me vestir. Não chamo a atenção como a Patrícia."

Cumplicidade com Caio Castro

Maria reforçou que o romance entre ela e Caio Castro só faz parte da ficção. E ela lida bem com as notícias de que estariam juntos na vida real. “Me incomoda só quando é colocado de maneira grosseira e sem cuidado. De resto não, porque acho que tem a ver com o carinho que os personagens despertam. A Patrícia e o Michel cutucam o imaginário das pessoas, mexem com a libido. Então, as pessoas ficam com vontade que aquilo vá além da tela, de que isso exista de fato." E, aos risos, ela responde que não existe um affair entre eles. “Existe uma grande e belíssima amizade, uma cumplicidade que poucas vezes tive na vida profissional."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.