Atriz fala sobre o longa "S.O.S - Mulheres ao Mar" e a fama de incansável: "Gosto de botar a mão na massa"

O fim de uma novela significa férias e descanso para muitos atores, mas não para Giovanna Antonelli. Mal se despediu da delegada Helô, destaque da novela “Salve Jorge”, a atriz já se lançou em uma série de projetos: um filme, uma clínica de depilação a laser e um bazar beneficente, que fará em São Paulo. “Muito trabalho me dá prazer”, disse Giovanna, em entrevista ao iG . “Ficar atribulada, cheia de criança para cuidar, ser uma supermãe, supermulher e superprofissional me dá prazer.”

O jeito de quem não para se traduz no próprio modo como Giovanna conversa, falando rápido e gesticulando muito. Aos 37 anose mãe de três filhos, ela foi à Expo Disney, feira realizada semana em São Paulo, para divulgar a comédia romântica “S.O.S – Mulheres ao Mar”.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

As filmagens do longa aconteceram em julho no Rio de Janeiro, durante uma viagem de navio pelo Mediterrâneo e em cidades italianas como Roma e Veneza e tem estreia prevista para janeiro de 2014. A atriz interpreta Adriana, uma mulher que entra em crise quando o marido ( Marcello Airoldi ) a abandona e planeja um cruzeiro com a nova namorada ( Emmanuelle Araújo ). Disposta a reconquistá-lo, Adriana embarca com a irmã e a diarista no navio, onde conhece novos amigos, como André ( Reynaldo Giannechini ) e Sônia ( Theresa Amayo ).

Além de protagonista, Giovanna também é produtora do filme, uma função que busca desempenhar cada vez mais, tanto no cinema quanto no teatro. "Quando a gente decide fazer uma coisa que quer muito, gosta de botar a mão na massa. Não gosto de estar só como atriz, quero sempre estar fazendo alguma coisa a mais", conta.

A próxima empreitada é um bazar de roupas organizado pela atriz, cuja renda será revertida para o Instituto Gabi, entidade que ajuda crianças e adolescentes com deficiência. O evento acontece de 7 a 10 de agosto no Hotel Tívoli, em São Paulo, e terá 150 peças do guarda-roupa dela.

Veja os principais trechos da entrevista:

Filmagem: “Foi uma delícia, super astral. Trabalho que começa com uma viagem, seja novela ou cinema, agrega tanto a equipe, cria uma intimidade. Vira uma família, todo mundo se conhece e se entrosa mais rápido.”

Giovanna empreendedora: “Quando a gente decide fazer uma coisa que quer muito, gosta de botar a mão na massa. Não gosto de estar só como atriz, quero sempre estar fazendo alguma coisa a mais. Quando vendo um produto de uma empresa na televisão, para comercial, quero estar mais dentro do que nunca. Por isso estou fazendo várias linhas, com vários parceiros. Conheço a fundo a empresa em que trabalho, a fábrica que produz, estou ali inteira.”

Carreira em alta : “A gente tenta ser melhor todo dia. Não só como atriz – óbvio, isso é o mínimo -, mas como pessoa. Tento levar a vida de um jeito mais gostoso, porque tem tanta coisa para resolver toda semana que tento transformar meus dias num prazer. Muito trabalho me dá prazer. Ficar atribulada, cheia de criança para cuidar, ser uma supermãe, supermulher e superprofissional me dá prazer. É um exercício diário de agregar, melhorar. Acho que estou vivendo uma fase de abundância de coisas, mas com muito pé no chão, porque são coisas que venho construindo há 20 anos. Tenho muitas vontades, muitos sonhos. Com paciência e foco, vou realizá-los”

Nova parceria com Reynaldo Giannechini: “Há anos a gente não conseguia se encontrar em um trabalho. Ele é um parceirão da vida, um amigo. Tenho um amor enorme por ele e pretendo encontrá-lo mais vezes trabalhando, pois temos um entrosamento cênico muito grande.”

Bazar beneficente: “Tem muita coisa legal, temos 2,5 mil peças de roupa de todos os amigos famosos, socialites, tá chegando mala na minha casa. Tirei 150 peças do meu armário. Então acho que tenho direito de comprar umas coisinhas, né? Tem aquela lei da troca no armário.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.