Após traição do ex, apresentadora passou um período em um spa, diz que está em paz e que até pensou em reatar com o primeiro marido, o diretor da Record Paulinho Lima


Mara Maravilha  começou o ano nada bem. A apresentadora perdeu a mãe, Marileide , e se separou de seu segundo marido, o cirurgião dentista Alessander Vigna , que tinha um caso extraconjugal. Seis meses depois, Mara parece estar curada das feridas. “Estou bem e em paz”, afirmou a apresentadora, que passou vinte dias em um spa, onde perdeu 10 quilos.

Com a mudança no corpo, Mara disse estar bem mais vaidosa e preocupada com sua alimentação. “Comecei a cuidar do corpo também, não só da alma. Estou mais vaidosa, caminhando todo dia, cuidando da alimentação. Quero perder mais três quilos”, declarou Mara em entrevista ao iG.

Leia mais: Mara Maravilha: “A mulher tem que ser submissa”

Leia também:  Mara Maravilha: “Nicole Bahls é uma criança mimada”

Mara Maravilha
Divulgação
Mara Maravilha

Outra mudança na vida de Mara vai além do físico. Com a separação, Mara aprendeu a se sentir bem mesmo solteira, o que não conseguia fazer antes das duas perdas este ano. “Eu era uma pessoa muito carente e agora percebi que consigo ficar bem sozinha. Eu com Deus, eu comigo mesma”. Refletindo essa nova fase, Mara acaba de lançar o CD intitulado “Vai tudo bem”.

Sobre o ex-marido, ela não esconde sua mágoa. “Me arrependo de ter casado com ele. Errar é humano, mas não reconhecer o erro é burrice”, declarou Mara, que se disse muito decepcionada com a atitude de Alessander. “Eu queria ter uma família. Mas hoje, minha prioridade é viver em paz. Antes só do que mal acompanhada”.

Com a separação, Mara não esconde que chegou a pensar em reatar com Paulinho Lima , seu ex-marido. Algumas notícias recentes dão conta de que o diretor da Record esteja namorando a apresentadora Gianne Albertoni , mas nenhum dos dois confirmam. “Quando pensei em retomar com ele, ficou complicado porque entrou a loirona no meio”, afirmou Mara, que prefere deixar seu futuro amoroso “nas mãos de Deus”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.