Kate Middleton tem previsão de deixar o hospital nesta terça-feira (23)

Reuters


O mundo espera nesta terça-feira a primeira imagem do novo príncipe britânico, que deve deixar a maternidade sendo levado pelos pais, príncipe William e Kate Middleton . O menino, terceiro na linha de sucessão do trono britânico, nasceu na segunda-feira (22) à tarde, após semanas de imensa expectativa do público e da mídia.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias dos famosos

Fãs e fotógrafos aguardam Príncipe William e Kate Middleton, que deve deixar hospital nesta terça-feira (23)
Reuters
Fãs e fotógrafos aguardam Príncipe William e Kate Middleton, que deve deixar hospital nesta terça-feira (23)

O nome da criança ainda não foi anunciado, mas nas casas de apostas o favoritismo são para George e James, dois tradicionais nomes de reis ingleses. O casal William e Kate deve aderir à tradição, apresentando o bebê real na escadaria do hospital St Mary's, na zona oeste de Londres -- como fizeram, em 1982, o pai de William, Charles , e a mãe dele, a falecida Diana .

"Estamos aqui para testemunhar a história, em que um futuro monarca nasceu. Mal posso esperar para vê-los hoje", disse a dona de casa Maria Scott , de Newcastle, no norte inglês, que está acampada desde sábado em frente ao hospital.

A assessoria da família real informou que o menino nasceu por volta de 16h30 (hora local), pesando 3,8 quilos. Ele e a mãe passam bem. O bebê é o terceiro na linhagem sucessória da rainha Elizabeth 2ª , atrás do avô dele, Charles, e de William. O príncipe Harry , irmão caçula de William, foi agora relegado ao quarto lugar.

Momentos após a notícia do nascimento, mensagens de congratulações começaram a chegar do mundo todo. O tabloide londrino Sun rebatizou-se temporariamente como "Son" (filho), ao passo que o jornal esquerdista Guardian adotou em seu site um "botão republicano", com o qual leitores podem excluir todo o noticiário sobre o nascimento da criança real.

O parto do menino alimenta uma nova onda de popularidade da monarquia, já impulsionada pelo glamouroso casamento de William e Kate, em 2011, e pelas celebrações dos 60 anos do reinado de Elizabeth, no ano passado.

Muitos fotógrafos e cinegrafistas, além de fãs envoltos na bandeira britânica, permaneciam acampados na noite de segunda-feira em frente ao hospital, esperando a primeira imagem do bebê, que terá o título de príncipe de Cambridge. Nesta terça-feira (23), o nascimento será saudado com uma salva de 41 disparos de canhão no Green Park, em Londres, e com 62 disparos na Torre de Londres.

Mas nem todos os britânicos estão celebrando, e o pequeno movimento republicano local criticou o fato de um futuro chefe de Estado ser escolhido por seu nascimento. "É triste escutar monarquistas derrubarem nosso país, dizendo que não podemos ser iguais, não podemos ser democráticos. Aspiramos a algo melhor", disse o grupo de ativistas Republic pelo Twitter.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.