De salão novo depois de trabalhar 34 anos no mesmo endereço, Jassa conta que Silvio Santos, seu cliente mais assíduo, não para de elogiar as instalações. “Me sinto em uma loja chique da 5ª Avenida. E você fez tudo isso com uma tesoura e um pente”

Descobrimos o segredo do bom humor eterno de Silvio Santos . “Quando ele não está a fim de rir e de bater papo com as pessoas, ele não sai de casa”, conta Jassa , o cabeleireiro que há 37 anos transforma Senor Abravanel, a pessoa física, em Silvio Santos, o apresentador mais popular do Brasil. “Quando vem só lavar e pentear, ele passa uns 20 minutos comigo. Quando faz tudo, tintura, pé, mão e ainda lava e penteia, mais ou menos uma hora.”

O ritual longo se repete a cada 15 dias. O curto acontece semanalmente, às vezes dia sim e dia não. “Toda vez que ele grava o programa ele vem aqui”, diz Robson , 34, único filho homem de Jassa e o herdeiro do dom com as tesouras. As outras filhas são Ana Cristina , 41, e Sandra , 38, que trabalham com transporte marítimo. O caçula tinha 11 dias de vida quando Jassa inaugurou o seu salão anterior, na rua Iguatemi, no bairro do Itaim-Bibi, em São Paulo.

Silvio chega dirigindo seu Ômega 2002, senta do lado de quem estiver no salão, puxa assunto, responde o que perguntarem, dá aquelas risadas igual faz na TV. Nunca o vi de mau humor”

Até sete meses atrás, a rua Iguatemi era um endereço certo para encontrar Silvio Santos. Ali, como no novo salão, ele chegava dirigindo o seu próprio carro – um Ômega 2002 – e se sentava ao lado dos outros clientes para fazer seus tratamentos de beleza. “Ele senta do lado de quem estiver ali, puxa assunto, responde o que perguntarem, dá aquelas risadas igual faz na TV. Nunca o vi de mau humor”, garante Jassa. É a velha história: as pessoas que frequentam o salão sabem que a possibilidade de encontrar Silvio no Jassa é grande. Quando o encontram, querem conversar, ver de perto, tirar foto e até fazer entrevistas.

Silvio está sempre preparado para dar atenção às pessoas. “Ele não é ingênuo”, diz Robson rindo. “Quando não quer ser visto, ele não aparece. Desmarca os compromissos e fica em casa. Ele nunca vai sair com dor nas costas e descontar seu incômodo nas pessoas. Ele diz que todo artista devia fazer a mesma coisa.”

Silvio não marca hora, ele é meu despertador. Quando vem ao salão me liga umas 8h, me acorda antes do aparelho tocar. Silvio acorda às 6h, faz ginástica todo dia cedinho"

Nas conversas com Jassa, Silvio troca informações “de empresário para empresário” e fala da família, principalmente dos netos e do primeiro bisneto. “Ele fala muito do neto Tiago. A gente sabia que o Tiago fazia teatro, que atuava em musicais, mas não que ele era esse talento todo. Tiago foi uma grande surpresa.” Tiago Abravanel é filho de Cinthia , a primeira herdeira de Silvio, e se tornou conhecido do grande público no ano passado, com a peça “Vale Tudo - O Musical” e depois na novela “Salve Jorge”.

Jassa e Silvio: o apresentador não marca hora e não paga a conta
Reprodução/Site Jassa
Jassa e Silvio: o apresentador não marca hora e não paga a conta

O novo salão de Jassa tem três andares. No térreo, atrás da recepção, ele fechou um salão para atender exclusivamente os homens. Ali trabalha ao lado de seu irmão, Edvaldo , que às vezes, na ausência de Jassa, atende o cliente mais assíduo do salão: Silvio. Robson nunca penteou o apresentador. “É uma questão de hierarquia.” Robson trabalha no salão desde os 10 anos de idade, quando começou como office-boy. “Rodava a cidade inteira pagando contas”, lembra. Aos 15 viajou para os Estados Unidos para estudar as artes referentes ao cabelo na Dakota do Sul e na volta passou a atuar como cabeleireiro.

Alguns dos clientes da ala masculina do salão são o empresário Olacyr de Moraes , o apresentador Gugu Liberato , o cantor Ronnie Von , o banqueiro Lázaro Brandão e o apresentador Celso Portiolli . “Gugu e Silvio se encontram e batem papo, já aconteceu várias vezes. O Silvio sempre esteve do lado do Gugu, até quando ele saiu do SBT. Ele leu o contrato do Gugu com a Record e disse: ´É o melhor contrato da televisão brasileira. Se eu pudesse ir, eu ia´”, conta Robson.

O Silvio sempre esteve do lado do Gugu, até quando ele saiu do SBT. Ele leu o contrato do Gugu com a Record e disse: ´É o melhor contrato da televisão brasileira. Se eu pudesse ir, eu ia´” (Robson)

O território de Robson é o primeiro andar, onde são atendidas as mulheres e eventuais crianças que aparecerem com suas mães. Algumas clientes femininas são Cinthia Abravanel, Márcia , mulher de Pelé , e as sempre jovens amigas de Olacyr. “Ele as trata muito bem, ajuda, não tem sacanagem ali”, diz Jassa.

No terceiro fica o ambiente das happy-hours regadas a champanhe e aos vinhos “barra pesada” guardados na adega: uma cobertura aberta, com plantas e bancos de ferro, que Jassa batizou de “Praça Silvio Santos”, com placa e tudo. “Tive essa ideia assim que terminamos a laje e não contei para ninguém. O Robson só soube quando chegou a placa.”

Silvio costumava ter muito ciúme da Íris, sofria muito com isso. Agora, aos 82 anos, está na melhor fase da vida dele, nunca esteve tão feliz"


No início a ideia de Jassa era chamar a praça de Hebe Camargo . Depois achou mais justo homenagear alguém vivo. "A Hebe foi uma pessoa fabulosa, mas queria que a pessoa homenageada pudesse vir aqui.” Na inauguração (naquele mesmo dia em que Silvio disse estar se sentindo na 5ª Avenida), Jassa subiu só com ele até a praça e mostrou a placa. Silvio riu muito. Tomaram champanhe? “Silvio não bebe.”

De comer ele gosta. É apreciador dos churrascos que Jassa faz em seu apartamento de cobertura, que fica bem próximo ao salão. Da churrasqueira saem carne assada e a costela de tambaqui já provada e aprovada pelo Silvio Santos. Na cozinha, Jassa prepara moqueca de peixe. “Cozinhar é meu hobby”, diz ele. “Quando Silvio quer ir comer com meu pai, ele se convida”, conta Robson.

Robson Jassa e Gugu, mais um cliente famoso do salão
Reprodução/Site Jassa
Robson Jassa e Gugu, mais um cliente famoso do salão

Jassa é casado há 42 anos com Elides , que atua no mercado imobiliário e tem um escritório por ali também, que Jassa aponta da Praça Silvio Santos. Os casamentos longos são mais uma coisa que aproxima os amigos de longa data. “Silvio costumava ter muito ciúme da Íris, sofria muito por isso. Agora passou.” Esse é o único motivo que já fez Silvio sair do sério. “Agora, aos 82 anos, ele está na melhor fase da vida dele, nunca esteve tão feliz.”

Robson acredita que isso também se reflete nas brincadeiras – às vezes picantes – que faz com as moças bonitas que vão ao seu programa. “Se ele fosse um homem de 50 fazendo gracinhas com as mulheres, podia pegar mal. Mas ele tem 82. Não ofende mais se brinca com as meninas.”

Nas viagens que Silvio faz com Íris, o roteiro é Orlando – onde o apresentador tem uma casa – e de lá para algum outro destino de navio. “Eles fazem muitos cruzeiros. Nas últimas férias foram para Austrália e Nova Zelândia”, conta Robson. Quando está viajando, Silvio fica até três meses sem pintar e cortar o cabelo, às vezes não faz nem a barba. “Ele já voltou de bigode”, lembra Jassa. “Ele chega com o cabelo todo branco, como é o natural, e a gente põe ele de volta ao normal.”

Silvio gosta de mudança, e aceita sempre as sugestões de Jassa. “Um tempo atrás eu fiz um reflexo ao contrário (quando se pinta de preto algumas mechas do cabelo branco), para dar um efeito grisalho. Ficou bom, mas no ar o cabelo grisalho envelhece. Voltamos para o tom de sempre.”

O único corte de cabelo que Silvio pagou foi o primeiro, no dia 15 de setembro de 1976. No dia seguinte meu telefone não parava de tocar. Fiquei com a agenda lotada pelos próximos quatro meses”

Silvio não marca hora e não paga a conta. “Ele é meu despertador”, conta Jassa. “Quando vem ao salão ele me liga, me acorda antes do aparelho tocar.” Jassa costuma acordar às 8h30, Silvio às 6h00. “Ele faz ginástica todo dia cedinho”, conta Jassa. O único corte de cabelo que Silvio pagou foi o primeiro, de que Jassa lembra a data de cor: “Dia 15 de setembro de 1976.” Silvio exibiu seu cabelo curto no programa (que na época era na Globo), pediu para os 11 jurados darem sua opinião e falou “15 minutos no ar” sobre o Jassa. “No dia seguinte o meu telefone não parava de tocar. Fiquei com a agenda lotada pelos próximos quatro meses.”

LEIA TAMBÉM:

SILVIO SANTOS: "SOU UM VENDEDOR. ARTISTA É QUEM DANÇA, CONTA PIADA, SAPATEIA"

SILVIO SANTOS SOBRE VIDA SEXUAL: "ESTOU VIVO, MAS NADA FUNCIONA" 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.