"This is It", o documentário sobre o show que o cantor não chegou a estrear, é um bom programa para lembrar o repertório e os passos de dança do rei do pop

Michael Jackson teria ficado 60 dias sem dormir antes da sua morte
Divulgação
Michael Jackson teria ficado 60 dias sem dormir antes da sua morte





A morte de Michael Jackson fez quatro anos nesta terça-feira (25). A causa foi uma dose excessiva do medicamento Propofol, administrada por seu médico particular, dr. Conrad Murray, condenado em 2011 por homicídio culposo. A quem se atribui a responsabilidade de deixar o cantor sob a custódia do médico ainda está em questão. A família de Michael está processando a empresa de shows AEG Live, produtora da turnê "This is It", que o cantor nunca chegou a estrear.

Para os fãs, assistir a "This is It" é uma maneira de lembrar os grandes sucessos do cantor morto aos 50 anos, seus inesquecíveis passos de dança e de compartilhar alguns dos últimos momentos da vida do rei do pop. 

O documentário está disponível no canal de videos gratuitos Crackle até o próximo domingo (30).

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CRACKLE 

Imagem do filme 'This Is It'
Divulgação
Imagem do filme 'This Is It'


O Crackle, serviço de vídeo on demand da Sony Pictures Entertainment, oferece filmes, programas de televisão e shows de graça aos internautas a partir do endereço ig.crackle.com.br . "This is It" mostra a rotina de ensaios de Michael nos dias que antecederam sua morte. A dose fatal de sedativo foi administrada pelo dr. Murray numa tentativa desesperada de fazer o cantor, estressado pela insônia e pelos ensaios do show "This is It" - para o qual já estavam esgotadas todas as entradas para as 50 primeiras apresentações em Londres -, ter algumas horas de sono.

Recentemente um especialista em sono, dr.  Charles Czeisler , veio a público revelar que Michael pode ter ficado cerca de 60 dias sem dormir e que este teria sido o motivo que levou o dr. Conrad a apelar para um anestésico potente, usado em cirurgias, como sonífero. Segundo a rede de noticias americana CNN, Murray teria indicado o medicamento  numa tentativa de induzi-lo ao sono para que o cantor finalmente descansasse, e ele entrou em uma espécie de coma irreversível.

Curta a fanpage do iG Gente e receba as últimas notícias dos famosos


Nesta quarta-feira (26), o filho mais velho do cantor, Prince Jackson , de 16 anos, vai depor no processo movido por sua família contra a produtora de shows AEG Live, que produzia a turnê "This is It".

Executivos da empresa, o cozinheiro de Jackson e o coreógrafo dos shows já deram seus depoimentos. A família alega que a produtora agiu com negligência ao contratar o médico Conrad Murray.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.