A atriz e dançarina reestreia peça em São Paulo, diz que as pessoas ainda a veem como ‘a loira do É o Tchan’ e que não está preocupada em voltar à boa forma dois meses após dar à luz

"O palco é o lugar que eu mais me reconheço”. É desta forma que  Sheila Mello resume a sensação de segurança que o teatro lhe proporciona. A atriz e ex-loira do É o Tchan estreou aos quatro anos de idade como dançarina. “Estou já há 30 anos em cima do palco. Claro que antes de uma peça sempre congela tudo, mas há insegurança quando você vai construir o personagem, tem o medo de errar o texto, mas não é um lugar que eu fale ‘não é o meu'”, disse ela ao iG após a sua reestreia na peça “Eu Que Amava Ele, Que Amava Ela” no Teatro Augusta, em São Paulo nessa sexta-feira (8).

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias dos famosos

“A peça é muito divertida, contraceno com atores incrivelmente generosos. Hoje tivemos que lidar com essa situação de um deles ( Tiago Pessoa ) estar com a perna quebrada, mas ao mesmo tempo foi delicioso. Sempre quando tem um novo elemento assim, a gente fica mais vivo”, disse ela, que atua ainda ao lado de Guilherme Chelucci

Eterna loira do É o Tchan: “Ainda tem preconceito”

Formada pela escola e teatro Célia Helena e com nove peças, duas novelas e dois filmes no currículo, Sheila Mello disse que ainda sofre preconceito na carreira de atriz. “A imagem como dançarina do É O Tchan foi muito forte e tenho consciência que é muito difícil alcançar o sucesso e a notoriedade que o grupo me trouxe. Então, as pessoas me veem e ainda cantam ‘A Nova Loira do Tchan’. Mas fico muito feliz, faz parte da minha história e foi muito difícil conquistar esse título, foi muito sacrificante”, disse ela, que saiu do grupo há dez anos. “Sei que tem preconceito porque todo mundo que me vê atuando fala ‘nossa, mas você fez tão bem’, ‘pensei que você só soubesse dançar’. Depois da peça todo mundo vem me dar um feedback muito bom”

“Não me preocupo se não está tudo durinho como antes”

Há menos de três meses do nascimento de Brenda, sua filha com o ex-nadador Fernando Scherer , o Xuxa, Sheila Mello só topou voltar ao trabalho rapidamente porque os horários de suas apresentações no teatro seriam bem flexíveis. “Não é como uma mãe que trabalha em horário comercial, que sai de casa cedo e só volta ao final do dia. Moro aqui do lado (do teatro), hoje vou ficar mais um pouquinho porque é reestreia, mas geralmente não fico nem três horas longe de casa. E esse é um lugar que eu gosto, não é aquela coisa sacrificante para voltar a trabalhar. E eu já estava com saudade.”

Apesar de mostrar o corpo em um dos figurinos da peça, Sheila conta que não está preocupada em voltar rapidamente ao peso que tinha antes de engravidar. “Não engordei muito na gestação, mas também não estou me preocupando muito se está tudo durinho como antes, isso eu sei que não, mas aí leva um tempo e não é minha prioridade.”

Serviço:

“Eu Que Amava Ele, Que Amava Ela”
Teatro Augusta
Rua: Augusta, 943 - São Paulo - SP
Horários: Sexta (21h30), Sábado (21h) e Domingo (19h)



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.