Segundo o "NY Post", a cantora não gostou de ver sua foto sendo usada sem autorização camisetas da Topshop

Rihanna está processando a loja de departamentos britânica Topshop em R$ 10 milhões por vender camisetas com sua imagem sem autorização. Segundo o jornal "NY Post", a equipe da cantora tentou por oito meses entrar em um acordo, mas a empresa ofereceu somente R$ 10 mil a ela, alegando que pagou o direito pela imagem para o fotógrafo responsável.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias dos famosos

Uma fonte chegou a dizer à publicação que “Rihanna pediu várias vezes ao Topshop para parar de vender sua imagem e a empresa respondeu que 'Nós fazemos o que queremos’. Eles compram as fotos de um fotógrafo, mas eles não pagam as taxas de licenciamento de artistas. Infelizmente, a lei do Reino Unido não protege o artista”.

Mesmo assim, Rihanna decidiu prosseguir com o processo, com o qual já gastou quase R$ 2 milhões.

    Leia tudo sobre: rihanna
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.