Anac proibiu a decolagem após constatar irregularidades na aeronave. Em seu Twitter, cantor se defendeu e negou a notícia

Estadão Conteúdo

O avião de Gusttavo Lima está retido pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) no Aeroporto Luiz Bertrand Leopolz, em Sorocaba, interior de São Paulo, desde a tarde de quarta-feira (8). Fiscais do órgão impediram a decolagem após constatar irregularidades na aeronave. Algumas características do jatinho foram alteradas sem autorização, o que poderia afetar a segurança de voo, segundo os fiscais. Além disso, o diário de bordo não trazia anotações obrigatórias.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas noticias dos famosos

O avião foi recolhido ao hangar de uma oficina para a regularização. Fiscais da Anac informaram que o cantor estava no avião e conseguiu outra aeronave para deixar a cidade. Até a manhã desta quinta-feira (8) não havia previsão de liberação do aparelho. A fiscalização faz parte de uma ação da Anac nos aeroportos brasileiros na tentativa de reduzir acidentes. Com o aumento no número de voos, as ocorrências envolvendo aeronaves cresceram 70% no ano passado, segundo a Anac.

Em seu Twitter, Gusttavo se defendeu e negou que teria sido impedido de voar. “Meu avião não está preso, não, viu gente? Acabei de pousar aqui em São Paulo-SP”, escreveu. Procurada pelo iG , a assessoria do cantor disse que ainda não tinha informações sobre o ocorrido.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.