Atriz interpretará Irene na próxima novela das sete "Sangue Bom" e conta como faz para pintar o corpo e ficar parada para viver uma estátua viva na trama

Em curtíssima temporada no teatro Sérgio Cardoso,  Deborah Evelyn  reestreou a peça "Deus da Carnificina, uma Comédia sem Juízo", na noite desta quinta-feira (11), ao lado do elenco Julia Lemmertz , Paulo Betti e Orã Figueiredo .

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias dos famosos

No final do mês de abril Déborah inicia um novo trabalho na TV. Após as constantes vilãs que a atriz vinha fazendo, Deborah desacelara para encarar uma personagem do bem. "Eu brinco que serei a mocinha da minha faixa etária", disse a atriz. Ela será Irene, uma artista de rua misteriosa, na próxima novela das sete, "Sangue Bom", de  Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari com direção de núcleo de Dennis Carvalho , que substituirá, " Guerra dos Sexos ".

Como uma boa mocinha pede, Deborah já vem sofrendo com a preparação de sua personagem que viverá nos tempos de hoje: uma estátua viva. "Para pintar o corpo são 3 horas e para tirar leva mais tempo do que para pintar. É uma loucura. Tem cinco maquiadores em cima de mim", disse a atriz que ainda utiliza a técnica de profissionais da área para ficar imóvel na hora das gravações das cenas. "Você não pode interagir então tem que fazer um trabalho meio que de terapia, voltar para dentro de você para você não reagir ao que estão fazendo com você. Nem o olhar pode encontrar. É difícil. É um trabalho de interiorização, autoconhecimento. As profissionais usam muito a ioga, para entrar dentro de si, repensar", contou a atriz que é avessa aos exercícios de relaxamento. "Eu sou muita pilhada e como não preciso ficar 7 horas como elas ficam, não preciso dessa técnica toda, e fico bem pouco mesmo. Tenho uma certa facilidade de concentração. De focar e ficar", completou.

Deborah adiantou também como será o passado de sua personagem. "É uma atriz já conhecida que ia estrelar um filme, sofre um trauma 20 anos atrás, é noiva de um diretor famoso e ao sofrer um trauma foge porque ela não quer mais que ninguem saiba de seu paradeiro. Ela está grávida, mas ela e ninguem sabe. Ela tem o bebê, tem uma depressão de parto fortíssima, fica internada 1 ano, e esse bebe vai para a adoção", disse. "Anos depois ele será um homem muito rico que será vivido pelo Humberto Carrão, o vilão da história. Ele vai atrás dos pais e aí muita coisa irá acontecer", completou a atriz que ainda estará envolvida em um triângulo amoroso com os personagens dos atores Herson Capri  e Giulia Gam

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.