Em entrevista a Gilberto Barros, no “Sábado Total”, o cantor fala sobre os dias que passou na prisão e as dificuldades que teve durante o período atrás das grades

Edson e Hudson já voltaram à rotina normal de shows após a liberação de Hudson, preso por posse ilegal de armas no final do mês de março. E Gilberto Barros acompanhou a dupla em uma das apresentações para saber um pouco mais sobre os momentos em que o cantor passou atrás das grades e a sua passagem por três prisões. “Eu pensei que eu fosse passar uns três meses na cadeia. Rasparam minha cabeça, fui algemado e tive que pedir licença para todos os oficiais que passavam por mim”, afirmou o cantor.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias dos famosos

Ele também falou sobre algumas das dificuldades que passou nesse período. “Me algemaram os pés, as mão e colocaram um cadeado entre as algemas. Uma hora eu pedi água e me deram uma garrafa fechada, sendo que eu estava algemado”, declarou ele na entrevista, durante o trajeto de van até a cidade de Suzano, em 02 de abril, onde faria mais uma apresentação.

Hudson contou ainda que foi a única vez que ele chorou na vida, pois lembrava de toda a família. “Nessa horas, tive saudade até do cachorro”, afirmou. Na entrevista, o sertanejo também fez um desabafo: “Foi uma experiência de vida muito ruim. Fui respeitado por pessoas que eu esperava não ser respeitado e desrespeitado por pessoas que esperava respeito”.

Além de conversar com a dupla, Gilberto Barros acompanhou toda a rotina de shows dos cantores, que estão rodando o Brasil com a turnê do DVD “Faço um circo pra você ao vivo”. A entrevista vai ao ar neste sábado (06), na RedeTV!.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.