Jerônimo Silva contou em entrevista ao"Fantástico", na Globo, que está preocupado com o filho. O sertanejo, preso duas vezes essa semana por porte ilegal de arma, também se pronunciou. "Eu nunca atirei em ninguém"

Pai do cantor Hudson , preso duas vezes na semana passada por porte ilegal de armas, Jerônimo Silva , de 70 anos, concedeu uma entrevista ao programa “Fantástico”, na Globo, onde falou sobre o estado de saúde do sertanejo. “Meu filho está doente. Ele é um menino bom, mas bebe demais. Bebe muito whisky, sabe? Muito whisky. Então, sinto que ele está fraquejado. Está muito magro e não come. Meu filho está doente. Ele canta doente”, disse o aposentado.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as últimas notícias dos famosos

Ao lado do irmão e parceiro musical Edson , o cantor também conversou com a reportagem do programa e explicou o motivo de ter tantas armas em sua casa e carro. “Eu sempre tive fascínio por armas, mas nunca para atirar nas pessoas. Eu nunca atirei em ninguém. Eu moro em uma casa de 50 mil metros quadrados, acho normal ter uma espingarda para se proteger”, conta ele.

A polícia também encontrou maconha na casa do cantor, que Hudson nega ser dele. “Eu não sei de onde saiu aquela droga. Eu já usei, mas fiz tratamento (para parar). Hoje eu tomo calmante e sei que têm coisas mais importante que usar droga para eu fazer.”.

Hudson também contou que o motivo do emagrecimento e o uso exagerado de álcool está ligado a uma depressão após a morte de sua ex-mulher Larissa Lopes , em novembro de 2012. “A vida que eu estava vivendo pra morrer seria melhor. Então eu acabei emagrecendo, estava bebendo demais, fumando muito cigarro”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.