Ator fala com jornal carioca e diz que foi vítima de chantagem e acionou a Delegacia de Repressão a Crimes de Informática na última sexta-feira (15)

Fotos íntimas de Murilo Rosa , no ar em " Salve Jorge ", vazaram na internet nessa segunda-feira (18). O colunista Léo Dias, do jornal "O Dia" publicou as imagens em que o ator aparece nu, a partir da reprodução de um vídeo feito para a mulher , Fernanda Tavares , com quem é casado desde 2007 e tem dois filhos. 

Siga o Twitter do iG Gente e acompanhe todas as notícias dos famosos

Em entrevista à coluna de Ancelmo Gois , do jornal "O Globo", desta terça-feira (19), o ator contou que foi chantageado. "Estou indignado. Foi um crime contra a minha privacidade e a da minha mulher, num ambiente familiar. Não vou sossegar enquanto não descobrir o responsável por essa ameaça", falou ele.

De acordo com Ancelmo Gois, Murilo prestou queixa na sexta-feira (15) na Delegacia de Repressão a Crimes de Informática e o advogado responsável por defender o ator é Ricardo Brajterman

Murilo só descobriu que as imagens foram divulgadas após receber uma mensagem de texto em seu celular, seguido de um telefonema o chantageando. 

Procurada pelo iG Gente , a assessoria do ator não se manifesta sobre o assunto. E o pai de Murilo, que está respondendo pelo caso, não foi localizado pela reportagem.

O vídeo íntimo do ator foi parar até em um famoso site de vendas da internet e teria sido arrematado pelo valor de R$ 300.

Em 2012, Carolina Dieckmann foi vítima de um crime semelhante, em que 36 fotos foram roubadas e divulgadas . O Congresso, inclusive, criou uma lei contra o crime virtual que leva o nome da atriz, com pena de detenção que pode variar entre três meses e dois anos.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.