Ator conta sobre a grande repercussão da novela "Avenida Brasil" no exterior, explica que mudou o visual por causa do filme sobre Tim Maia e se derrete ao falar da filha, Sofia

Com cabelos mais compridos e a barba maior do que a de costume, Cauã Reymond participou do projeto A Turma do Bem, em parceria com a Oral-B, na tarde desta segunda-feira (18), no Credicard Hall, em São Paulo, e explicou o novo visual. “Estou com esse cabelo crescendo para o (filme)  Tim Maia , que deve ser agora para o final de maio”, adiantou.

Siga o Twitter do iG Gente e acompanhe todas as notícias dos famosos

Além de interpretar o melhor amigo do músico na adaptação para a telona do livro de Nelson Motta , "Vale Tudo - O Som e a Fúria de Tim Maia", ator vai se dedicar a outros projetos de cinema em 2013. “Começaram as filmagens de um longa ontem e tem outro para julho, um superpolicial com Antonio Fagundes e Caio Blat no elenco”, contou Cauã, que ainda está escalado para um série da Globo. “Provavelmente farei uma minissérie para o mês de agosto, que vai ter 12 capítulos, com direção do José Alvarenga Jr . Talvez entre no lugar do que era o ‘Força Tarefa’, é policial. Estou bem polícia este ano, fazendo laboratório em uns cantinhos que vocês nem desconfiam”, brincou ele, longe da TV desde “Avenida Brasil”.

O ator ainda colhe os frutos da novela de João Emanuel Carneiro , na qual interpretou o jogador de futebol Jorginho. “Fui à Espanha dar continuidade a um workshop de interpretação e dei uma passadinha por Portugal porque a novela está fazendo muito sucesso lá. Fiquei impactado. Acho que talvez faça até mais sucesso do que fez no Brasil, me impressionou muito. Não me deixaram nem pagar o táxi do aeroporto até o hotel”, contou o ator, que viajou sem a compahia da mulher, a atriz Grazi Massafera .

Trabalho x tempo com Sofia:

“Cinema é tão diferente. Quando fazemos novela, a gente fica dentro da Globo por 10, 12 horas, dependendo do dia. A gente vai para casa e ainda tem que decorar o texto. No cinema você tem um roteiro já meio que definido, trabalha com a improviso. Então, de certa forma, você tem muito o que ensaiar, mas é mais coeso. Então, vou ter mais tempo de ficar com a minha filha, graças a Deus”.

Escolha de Personagens

“Acho que todo próximo personagem, comédia ou não, é um desafio. Você sente que tem como amadurecer dentro daquele trabalho, tem como trabalhar com aquelas tintas de uma forma diferente e fazer um novo quadro”.

Festinha de um ano

“Ela está quase andando sozinha. Ela já vai fazer um aninho, mas ainda não sei se vamos fazer festinha. A Grazi está trabalhando tanto, que vai depender mais do ritmo da mãe do que da Sofia, mas com certeza vai ter alguma coisa, não vai passar em branco.”

Grazi em “Flor do Caribe”

“A Grazi está linda, estou amando a novela, estou muito feliz por ela. Se Deus quiser vai ser um sucesso”.

Ciúme

“Ciúme até tem, mas não daqueles que atrapalhe. O ciúme tem que ter numa relação independentemente do trabalho da pessoa. Na rua, os dois de férias... É bom, dá um tempero. Mas acho que tem aquele ciúme que já atrapalha, que não é bom. Esse a gente não tem, nem dá para ter. É muito tempo junto, a gente já teria separado.”

Lição de casa

“Eu tomo uns beliscões nas minhas cenas, mas nas delas não faço nada. Ela não gosta muito de passar texto comigo, mas eu passo com ela. Se estou precisando, falo: ‘chega aqui.’”

Amadurecimento após ser pai

“Mudou por conta de como você distribui o seu tempo. Mas é um amadurecimento que só aumenta, porque você se toca do seu egoísmo, da forma como você lida com as coisas. É uma maturidade muito boa, que deixa paz no coração.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.