Melhor Atriz Coadjuvante de 2012 pelo prêmio do "Faustão", Isis diz que não vê problema em interpretar burrinhas e sensuais: "Me fizeram crescer como pessoa"

Emendar a periguete Suellen de ”Avenida Brasil” na cantora de axé da minissérie “Canto da Sereia” não foi tão simples para Isis Valverde . “Foi uma loucura, tive que sua a camisa”, comenta ela, vencedora do prêmio do “Domingão do Faustão” de Melhor Atriz Coadjuvante de 2012, pela personagem na trama de João Emanuel Carneiro.

Siga o Twitter do iG Gente e acompanhe todas as notícias dos famosos

Feliz com o resulatdo dos últimos trabalhos, interpretar burrinhas ou sensuais não é visto como um estigma para ela, que tira os papéis de letra. O receio de Isis é, sim, se repetir nas atuações. “As duas me fizeram crescer como atriz, mulher e pessoa”, avalia, neste domingo (3), na premiação “Melhores do Ano”. De férias da TV, quem quiser vê-la em breve, só nas telonas. "Vou descansar", avisa. Isis acaba de gravar o primeiro longa, “Faroeste Caboclo”, em que dará vida a Maria Lúcia, protagonista inspirada na música do Legião Urbana. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.