Humorista faz pausa na TV e está de mudança para os Estados Unidos com a intenção de se tornar diretor de filmes: "Quero fazer cinema no Brasil"

Tom Cavalcante está fora do ar desde 2011. E assim continuará por mais um bom tempo. "Vou estudar cinema, fazer cursos e depois workshops na área", contou ele, durante o show de Elton John , na noite desta quarta-feira, (27), no Jockey Club de São Paulo.

Siga o iG Gente no Twitter e receba notícias dos famosos

O apresentador e humorista irá se especializar em um dos lugares mais indicados da indústria cinematográfica: Hollywood. Em junho, ele se mudará com a família para Los Angeles, na Califórnia. "Mas volto para passar o Natal no Brasil", avisa. Por enquanto, Tom segue com sua agenda de shows "No Tom do Tom" pelo Brasil antes de embarcar para os Esatdos Unidos.

Confira o bate-papo de Tom Cavalcante ao iG Gente sobre a vontade de fazer cinema no Brasil, a pausa na carreira de apresentador e a possibilidade de um dia colocar as mãos na tão almejada estatueta do Oscar:

iG: Por que você quer estudar cinema?
Tom Cavalcante:  Porque quando eu voltar para cá, em 2014, pretendo começar a mexer com cinema no Brasil. Quero dirigir. Quero fazer humor, comédia. Acho que falta no Brasil uma leitura de filmes como o Jim Carrey faz. Aqui não tem um homem-show que esteja fazendo filmes, comparado a um Trapalhão. Eu pretendo entrar nesse vácuo.

iG: Você conhece o Jim Carrey?
Tom Cavalcante: Não conheço, mas vou conhecer.

iG: Assim como você, o Marcio Garcia é um ator que virou diretor de cinema e já dirigiu trabalhos internacionais. Vocês chegaram a trocar figurinhas? Ele está sendo uma porta para você lá fora? 
Tom Cavalcante:  Somos amigos e ele é sim (uma porta de entrada). O próprio Rodrigo ( Santoro ) está lá e venceu. Conheço três diretores brasileiros anônimos que estão lá dentro fazendo bastidores com gente forte de Hollywood. Eles são maravilhosos e estão estudando em universidades de cinema maravilhosas.

iG: Gostaria de que, nos Estados Unidos, as pessoas soubessem de sua fama no Brasil?  Tom Cavalcante:  Quero ir no anonimato. É mais interessante. Eu vou construir devagarinho uma situação. Já que estou podendo fazer isso é bacana fazer do meu jeito, né?

iG: Pretende seguir carreira lá fora?
Tom Cavalcante:  Pode ser. É um jogo. Cada pessoa que subiu no palco para receber o Oscar, um dia levou seu 'portifóliozinho' debaixo do braço e começou uma história.

iG: E a carreira de apresentador? Ainda recebe propostas das emissoras?
Tom Cavalcante:  Recebo, mas agora não volto. Para voltar com alguma coisa muito parecida, não é legal. Precisa ser pensado para voltar mais em alta. Quero respirar novos ares. Por enquanto, abandonei a carreira de apresentador.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.