Em entrevista a Marília Gabriela, a jovem recuou diante do lance de um japonês, mas conta que irá até o fim com o documentário: "O dinheiro é todo para mim"

Catarina Migliorini em entrevista a Marília Gabriela
Carol Soares/SBT
Catarina Migliorini em entrevista a Marília Gabriela

“Eu não chamo de prostituição, chamo de liberdade”, define Catarina Migliorini , sobre leiloar sua virgindade. Ano passado, a estudante catarinense aceitou ter sua primeira relação sexual com um pretendente japonês que pagou R$ 1,5 milhão para ter uma noite com ela. Depois voltou atrás, mas não em definitivo. 

Siga o iG Gente

Em entrevista a Marília Gabriela , no “De Frente com Gabi”, ela diz que não se arrepende de nada do que fez, e que pretende ir até o fim com o documentário australiano "Virgins Wanted". Novas propostas ela já tem. “Um foi um pouquinho mais de R$ 2 milhões, o outro foi um pouquinho menos”, declara, e arremata: " É todo para mim". Vai ao ar nesta quarta-feira (27), à meia-noite, no SBT.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.