Na pré-estreia de seu longa, “País do Desejo”, ator fala sobre atual fase na carreira

“Genial”. Foi essa definição que Gabriel Braga Nunes deu para sua parceria no cinema com Fabio Assunção . Os dois atores estão juntos no longa “País do Desejo”, que estreia no próximo dia 25, e se encontraram na noite desta terça-feira (22) na première realizada em São Paulo. “Foi a primeira vez que atuamos juntos. A gente passou dois meses em Olinda, completamente imbuídos no espírito daquele lugar. Isso é muito importante, sair de casa, estar na locação específica daquele trabalho, dá outro grau de concentração. Foi muito gostoso”, contou Gabriel.

Siga o iG Gente no Twitter e receba notícias dos famosos em tempo real

O filme mistura família, amor, medicina e religião em um drama contemporâneo. “É uma história que tem três pilares, uma pianista [ Maria Padilha ], um médico [Gabriel Braga Nunes] e um padre [Fabio Assunção]. Meio que representando a arte, ciência e religião. E o que costura essas três coisas é a libido, acho que essa é uma marca forte do filme. É um roteiro muito interessante, quando li fiquei muito estimulado”, explicou Gabriel. Com assuntos polêmicos, entre um padre que se apaixona, aborto e estupro, o ator não teme o risco do longa não ser bem aceito pelo público. “É difícil a gente prever o que uma obra pode gerar, mas a gente trabalhou muito envolvido e de maneira muito responsável com os temas que estávamos contando”, opinou.

LEIA TAMBÉM: Gabriel Braga Nunes sobre crise dos 40: “Engordei 30 quilos”

“Momento Interessante”

Além deste longa, Gabriel Braga Nunes participou recentemente da microssérie “O Canto da Sereia”, pouco tempo após protagonizar a novela “Amor Eterno Amor”. Além disso, ele deve estar no elenco do remake de “Saramandaia” – apesar de não falar sobre o assunto -, prevista para estrear no segundo semestre. Mesmo com o excesso de trabalho, o ator garante não ser workaholic. “É um momento interessante, estou contente com as oportunidades que estão aparecendo, e acho que tem valido a pena encarar essa quantidade de trabalho que tenho encarado. Quando você trabalha feliz, você tem uma sensação boa. E tenho tido sorte nos projetos”, declarou.

E vai sobrar tempo para Gabriel curtir o Carnaval? “Eu ainda não sei o que vou fazer, sinceramente”, limitou-se a dizer o ator.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.