Marco Aurélio Cardoso Asseff fala sobre a decisão e avisa que vai recorrer: "Trata-se de uma violação da lei federal"

“A imagem de bad boy tem mais apelo do que os autos.” É com essa afirmação que o advogado de Dado Dolabella , Marco Aurélio Cardoso Asseff , critica a decisão judicial de indenizar Esmeralda de Souza em R$ 40 mil por danos morais, julgada nessa quarta-feira (17) em tribunal no Rio de Janeiro.

Em outubro de 2008, a camareira acusou o ator de tê-la empurrado durante uma briga com a então namorada, Luana Piovani , em uma boate carioca. Em julho do ano passado, Dado ofereceu R$ 5 mil para que a camareira desistisse da ação judicial, mas ela recusou.

Siga o iG Gente no Twitter

Em agosto de 2012, o ator venceu o processo em primeira instância , porém Esmeralda entrou com um recurso de apelação e foi beneficiada. De acordo com Marcos, a sentença ainda não saiu e cabe recurso. “Vamos recorrer, é uma afronta! Trata-se de uma violação da lei federal”, adianta ele. “Isso se chama enriquecimento ilícito”, continua , acrescentando que Dado está “surpreso” com o teor e valor da indenização.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.