Cantor se envolveu em polêmica durante comemoração do título mundial do Corinthians


Depois de se desculpar com torcedores palmeirenses nos programas “Mais Você” e “Globo Esporte”, Thiaguinho se reuniu com dirigentes da Mancha Verde para conversar sobre o que ocorreu na manhã dessa terça-feira (18), quando o pagodeiro comemorou a vitória do Corinthians ao lado dos jogadores e foi duramente criticado pela torcida do Palmeiras. O time alviverde acusa Thiaguinho de incitar a violência ao puxar o coro de “Ei, Palmeiras, vai tomar no c*”.

Siga o Twitter do iG Gente e acompanhe todas as notícias dos famosos

Em um encontro organizado pelo empresário de Thiaguinho em uma churrascaria de São Paulo, o pagodeiro afirmou que não foi ele quem puxou os gritos, mas reconhece que errou ao acompanhar o coro. A assessoria da Mancha Mancha Verde contou que a reunião foi tranquila e cada um colocou o seu ponto de vista. “Eles mostraram que o futebol é uma paixão. Ele não é jogador, e é uma pessoa pública”, explicou o assessor, que disse ainda que os dirigentes estavam ali representando toda a torcida, já que seria impossível Thiaguinho se desculpar com um por um dos cerca de 17 milhões de torcedores pessoalmente.

Após a conversa, o grupo seguiu com o almoço tranquilamente. Estão na churrascaria, além de Thiaguinho e seu empresário, o presidente de honra da torcida Mancha Verde Paulo Serdan , além de quatro membros da torcida.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.