Cantor foi acusado de incitar a violência ao puxar coro contra rival do Corinthians em comemoração do mundial

Thiaguinho começou a terça-feira (18) em festa, passou a tarde se defendendo pelo Twitter e finalizou o dia no palco do Club A, em São Paulo. O músico, que esteve na recepção dos jogadores do Corinthians após conquista do mundial, foi acusado pela torcida do Palmeiras de incitar a violência. Durante a festa de comemoração ao título pelas ruas da capital paulista, Thiaguinho teria puxado o coro de “Ei, Palmeiras, vai tomar no c*”, o que deixou torcedores do time indignados. Sem se pronunciar durante o show, o cantor comentou o assunto apenas na manhã desta quarta-feira (19), no programa "Mais Você", de Ana Maria Braga .

"Peço perdão. Fica de exemplo até para que a gente possa mudar de mentalidade, não precisa ofender as outras torcidas. Sem maldade, é claro, são brincadeirinhas, mas eu entendo quem não gostou. No calor da emoção a gente fala bobagem”, disse o cantor à apresentadora, que ainda repetiu o pedido de desculpas no "Globo Esporte". Na atração esportiva, ainda chamou uma matéria do time de basquete do Palmeiras. 

Siga o Twitter do iG Gente e acompanhe todas as notícias dos famosos

Antes de reconhecer o deslize em público, o pagodeiro se defendeu nas redes sociais contra os palmeirenses. “Tenho meu time de coração, mas tenho fãs de todas as torcidas! Hoje é um dia feliz pra mim porque fui homenageado pelos jogadores do meu time com uma música que fiz com meu amigo Rodriguinho (palmeirense, inclusive)... Mostrando como é bom ser amigo e respeitar os valores!”, iniciou Thiaguinho, que viu os jogadores do Corinthians comemorarem a vitória no Japão com uma de suas canções, “A Amizade é Tudo”.

“Participei de uma festa onde, claro, a emoção supera a razão, mas EU incitar a violência?!? NUNCA! Basta ver minha conduta em 10 anos... Enfim... Obrigado aos jogadores do Corinthians pela homenagem e vamos torcer em paz, cada um pro seu time. Nunca me envolveria num assunto desse. Só fui a festa porque sou amante do futebol, e do meu time. Vivo de música. Não de futebol. Gravei um DVD no Palestra Itália... Quer mais exemplo de neutralidade... Quem me conhece sabe como sou. Justo. Por isso, me justifico”, seguiu Thiaguinho.

Assista ao vídeo em que Thiaguinho aparece xingando a torcida do Palmeiras

Por conta do ocorrido, algumas horas antes de subir ao palco do Club A, surgiram alguns boatos de que o músico não se apresentaria mais nesta terça-feira (18). Fato desmentido pela assessoria do cantor e da casa. Assim, às 01h37 da madrugada de quarta-feira (19), Thiaguinho entrou para apresentar o show de sua turnê “Ousadia e Alegria”. E parece que Thiaguinho disse tudo o que tinha para falar pela rede social. Durante a 1h40 de apresentação, ele só cumprimentou o público e seguiu com o repertório sem pausas.

Após cantar “A Amizade é Tudo”, parte do público, incluindo alguns jogadores do Corinthians presentes, começaram a gritar “bicampeão”. Tentando se manter longe de polêmicas, Thiaguinho se manteve em silêncio e puxou a música seguinte do repertório.

Os jogadores Sheik e Paulinho , o terceiro goleiro Danilo e o gerente de futebol Edu Gaspar , fizeram questão de prestigiar Thiaguinho no show. Já outra parte do elenco corintiano trocou o pagode pelo sertanejo e comemorou a vitória na Brooks, balada que tem Marcos e Belutti como anfitriões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.