Autora de "Salve Jorge" se manifestou após exibição de entrevista com Guilherme de Pádua no "Domingo Espetacular", da Record

Nesse domingo (9), Guilherme de Pádua , assassino confesso da atriz Daniella Perez , deu uma entrevista exclusiva a Marcelo Rezende para o programa "Domingo Espetacular", da Record, dando sua versão sobre o crime, que teve co-autoria de sua então mulher , Paula Thomaz .

Siga o Twitter do iG Gente e acompanhe as notícias dos famosos

Gloria Perez , autora de "Salve Jorge" e mãe de Daniella, logo se manifestou sobre a entrevista no Twitter. "Quem quiser saber porque esse michê vagabundo foi condenado, aqui está o processo", escreveu ela com um link para o documento. Aparentemente bastante revoltada, postou também uma foto da filha morta. "Esse FDP porque estava sendo reduzido na novela vingou-se: emboscou Daniela, desacordou com um soco, deu 18 estocadas e foi abraçar nossa família", escreveu a autora.

Na entrevista, Guilherme dá detalhes sobre o crime e diz o que falaria para Gloria Perez se a encontrasse. "É tanta coisa, não sei, não sei. Eu pediria perdão só. Não tem como fazer nada por ela, eu não tenho esse poder. Eu sou a pessoa que fez mal a ela", disse ele. 

O crime

Aos 22 anos, Daniella foi assassinada com 18 golpes de tesoura em 1992, quando interpretava Yasmin na novela de sua mãe "De Corpo e Alma". Os autores do crime foram seu companheiro de cena, o ator Guilherme de Pádua, e sua mulher na época, Paula Thomaz. Daniella era casada com o ator Raul Gazolla .

Especial: Relembre o assassinato de Daniella Perez

20 anos depois

Amigos e fãs da autora Gloria Perez participam da missa de 20 anos da morte da filha da autora, a atriz Daniella Perez , em 28 de dezembro, no Rio de Janeiro. A  celebração será realizada às 18h, na Igreja do Outeiro da Glória.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.