O humorista, que pode recorrer da decisão, faz ironia no Twitter: "Como funciona leiloar a virgindade?"

Nesta terça-feira (6),  Rafinha Bastos foi condenado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo a pagar uma indenização de R$ 150 mil reais por danos morais a Wanessa , ao marido, Marcus Buaiz , e ao filho do casal. Em setembro de 2011, quando a cantora estava grávida, o humorista declarou no programa "CQC" que comeria a cantora e seu bebê.

O processo, aberto em outubro de 2011, corre em segunda instância, mas ainda cabe recurso. "A ideia não era pedir dinheiro, queríamos um valor emblemático. O dinheiro é secundário, mas achamos que o Juiz da primeira instância decidiu uma quantia secundária demais. Então entramos com recurso e o valor foi elevado. Agora temos que esperar o que vai acontecer.", diz dr. Manuel Alceu Affonso Ferreira , advogado de Wanessa. "Se ele não entrar com recurso, aí o acordão entra em julgado e fica nas nossas mãos para decidirmos se vamos encerrar o processo e aceitar o que foi decidido", continuou ele.  

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades 

Rafinha já fez gracinha sobre a decisão em seu Twitter: "Saiu a decisão. Tenho que pagar 150 mil no processo da cantora. Ô, moça de Santa Catarina, como funciona este lance de leiloar a virgindade aí?", escreveu o humorista. Manuel Affonso Ferreira comentou sobre ironia do humorista na internet: "Ele realmente é engraçado, ele obviamente não consulta os advogados dele."

Thaís Colli de Souza , advogada de defesa de Rafinha, foi procurada pela reportagem e não retornou às ligações. 

A assessoria de Wanessa disse que por enquanto ela não se pronunciará sobre a decisão, já que cabe recurso. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.