Humorista fala sobre seu programa “Agora é Tarde” e comemora citação do The Guardian como vanguardista do stand up comedy brasileiro

Há um ano, Danilo Gentili foi citado pelo The Guardian e achou que o burburinho da matéria estava rendendo até o feriado passado, quando um de seus fãs clubes anunciou pelo Twitter que o nome do humorista estava no jornal britânico mais uma vez. “Estava embarcando para o Rio e começaram a postar. Já tinham me citado ano passado, e achei que fosse essa matéria. Mas dessa vez foi muito mais legal, mais positiva”, comemorou Danilo. Na sexta-feira (02), o "The Guardian" citou o nome do humorista como destaque no stand up comedy brasileiro.Em entrevista ao iG , Danilo contou que a matéria foi como um antídoto para todas as vezes que fica desanimado diante das críticas que recebe no Brasil.

Siga o Twitter do iG Gente

“Ficam falando uma pá de m****, que sou um b****, que minha piada é agressiva, que não é assim que faz humor, que não sou humorista. E essas pessoas que falam isso são jornalistas ou um público que não consome comédia. E o The Guardian pegar piadas que faço e dar espaço para elas, dizer que estou na vanguarda... fico bem feliz. É um incentivo muito grande”, afirma Danilo, que considera os humoristas britânicos os melhores do mundo, o que dá um gostinho maior na citação. “É um mercado que está há anos luz à frente do Brasil em relação à comédia”, afirma. Danilo não faz ideia de como o jornal teve acesso a seus shows, mas acredita que tenha sido através de seu DVD “Politicamente Incorreto”, que já recebeu muitas críticas no Brasil.

Comparações

Além de elogiar o humor de Danilo, o The Guardian o comparou ao sueco Frankie Boyle , fato que o deixou bastante lisonjeado. “Ele é ótimo comediante. Essa semana, ganhou uma batalha na justiça porque fez uma piada e a mídia o chamou de racista. Ele disse: ‘não sou racista, sou comediante’. Já fui chamado de racista, nazista. Isso é crime. É como ser chamado de assassino. The Guardian me comparou a ele e fico bem feliz”. A comparação pode servir não sou ao tipo de humor, mas também aos processos movidos contra Danilo desde o tempo de “CQC”. “Faço uma piada e, às vezes, chove processo de gente falando que não é piada. Sempre fiz piada para quem gosta de comédia. Geralmente quem fala m**** nem de comédia gosta. Quer achar chifre em cabeça de cavalo”, comentou.

Agora é Tarde

No comando do “Agora é Tarde” há pouco mais de um ano, ele diz que os comentários de que os convidados negavam a participação na atração por medo de seu humor são águas passadas. “Isso mudou muito rápido. Depois da primeira semana, pessoas ligavam para ir ao programa. E eu não deixei de fazer nenhuma piada que acho que deve ser feita. Até na cara do convidado. E o convidado ri disso, faz piada comigo, porque está dentro de um contexto”, afirma o apresentador, que ainda completa. “Geralmente as polêmicas que acontecem é alguma frase de Twitter que alguém tira de contexto”. Sobre um convidado dos sonhos para a atração, Danilo não perde a piada, claro. “O Ayrton Senna . Convidei para um programa especial no Dia de Finados, mas ele respondeu”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.