Em entrevista, modelo britânica disse ainda que nunca usou heroína e que sempre foi magra porque "trabalhava muito"

Em entrevista à edição de dezembro da revista "Vanity Fair", Kate Moss revelou que o fim do namoro com Johnny Depp a deixou muito triste e a fez chorar "por anos e anos". 

O relacionamento da modelo britânica e do ator americano começou em 1994 e durou quatro anos. 

Siga o iG Gente no Twitter e receba as últimas notícias dos famosos

"Até então, não tinha conhecido ninguém que tivesse cuidado de mim. Johnny fez isso por um tempo. Eu acreditava no que ele falava. Se eu perguntasse o que fazer em uma situação, ele me dizia. É disso que eu sinto falta. Eu realmente perdi alguém em quem podia confiar. Foi um pesadelo. Chorei por anos e anos", contou.


CONFIRA AQUI:  Kate Moss faz revelações sobre o drama das modelos

Kate, que se tornou um ícone da moda na fase "heroin chic", na metade dos anos 1990, quando modelos muito magros e pálidos eram referência, negou que usava heroína. 

"Eu nunca usei heroína. Eu era magra, porque estava fazendo trabalhando muito. Às vezes eu saia de manhã para trabalhar, e quando voltava, não havia comida. Ninguém nos alimentava", disse a modelo. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.