Apresentadora foi processada por Leonardo Soltz, da “Turma do Cabralzinho”

Xuxa foi condenada nessa segunda-feira (15) pela juíza Flávia de Almeida Viveiros de Castro , da 6ª Vara Cível da Barra, no Rio de Janeiro, a pagar R$ 50 mil por plágio ao publicitário   Leonardo Soltz , criador da “Turma do Cabralzinho”.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as últimas notícias dos famosos

De acordo o processo, a empresa Xuxa Promoções e Produções Artística foi acusada de violação dos direitos de Leonardo, enquanto autor da série, danos materiais e uso indevido da marca e dos personagens na paródia que conta a história do Brasil, “Turma da Xuxinha”. Além da multa estipulada pela juíza, Xuxa também terá que arcar com 70% das despesas do processo durante o tempo em que correu em sigilo judicial.

Na ação, Leonardo alegou que apresentou os personagens à empresa a aprsentadora em 2000, na comemoração dos 500 anos de descoberta do Brasil, mas que não houve interesse em veiculá-los.

A assessoria de imprensa de Xuxa não comenta assuntos jurídicos. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.