Ator e diretor comentou a indicação do seu longa-metragem para tentar uma vaga entre os concorrentes a melhor filme estrangeiro no Oscar 2013

Selton Mello está com tudo. Além de ser um dos atores brasileiros mais disputados, ele tem sido bastante elogiado pelo seu trabalho como diretor. A maior prova disso foi que seu filme “O Palhaço” – no qual é co-roteitista, protagonista e diretor – foi o escolhido brasileiro para tentar uma vaga entre os concorrentes a melhor filme estrangeiro no Oscar 2013.

Leia mais sobre o filme:  "Uma História de Amor e Fúria" segue "super-herói" brasileiro em animação

“Começo uma longa jornada para levar o filme para os Estados Unidos para ver se encanta e fica entre os cinco finalistas. Só de ser indicado, é uma grande honra. Uma sensação de reconhecimento”, afirmou ele, que lançou o filme “ Uma História de Amor e Fúria ”, nessa segunda-feira (8), no Festival do Rio, no centro do Rio de Janeiro.

Mesmo com todo sucesso, ele afirma que não vai abandonar a atuação. “Estou gostando de ficar cada vez mais atrás das câmeras porque é uma chance de me expressar amplamente. Não vou deixar de ser ator. Estou só aumentando o meu raio”, divertiu-se ele, que também dirige o programa “Sessão de Terapia”, do GNT.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.